10/11/16 | 11:37
Prefeitura atende alunos com surdez com programa inédito e atenção multidisciplinar

10-11-16-Combate e Prevenção a Surdez. fotos Lton Santos (2)A Prefeitura de Manaus mantém programas especiais destinados aos alunos com problemas auditivos que recebe 248 crianças da rede pública de ensino. Entre eles está o Programa de Implante Coclear, pioneiro no Brasil, que atende 15 crianças que passaram pelo implante e hoje recebem atenção de uma equipe multidisciplinar para o desenvolvimento da fala, prejudicada pelo problema auditivo. Outras 175 estão na escola regular, recebendo acompanhamento de tradutores em Libra e 58 estão matriculadas na Escola de Educação Especial André Vidal de Araújo.

Nesta quinta-feira, 10, por ocasião do Dia Nacional de Combate e Prevenção à Surdez, a Prefeitura aproveitou para levar orientações aos pais e alunos da rede municipal de ensino, sobre a prevenção de problemas auditivos provocados por maus hábitos do dia a dia. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 9,7 milhões de pessoas, no Brasil, possuem algum tipo de deficiência auditiva e um dos principais motivos para esse alto índice é a falta de informação.

10-11-16-Combate e Prevenção a Surdez. fotos Lton Santos (3)A prevenção exige uma série de cuidados, alerta a fonoaudióloga da Secretaria Municipal de Educação (Semed) Mariana Pedrett, coordenadora do Programa de Implante Coclear (PIC). “Um dos principais problemas que implicam na perda de audição é o uso prolongado de fones de ouvido, com som acima de 85 decibéis, o que é algo muito comum entre crianças e jovens. Ao longo do tempo, isso pode gerar uma perda auditiva considerável”, alerta.

Segundo Mariana, outros fatores que também podem comprometer a audição são os ruídos em volume muito elevado como disparos de armas de fogo, aeronaves, fogos de artificio, cinemas e shows, além de doenças como a presbiacusia e as causadas por pressão forte contra a membrana auricular e a inserção de objetos pontiagudos no ouvido.

CUIDADOS ESPECIAIS

10-11-16-Combate e Prevenção a Surdez. fotos Lton Santos (1)Atualmente a Semed atende 248 alunos que possuem algum tipo de comprometimento da capacidade auditiva. Desse total, 175 são inclusos, ou seja, estão em salas de aulas regulares, sendo acompanhados por professores que trabalham utilizando a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Outros 58 alunos estão matriculados na Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo.

Outras 15 crianças, que passaram por cirurgias de implante coclear recebem acompanhamento para reabilitação auditiva, por meio do Programa de Implante Coclear, desenvolvido pela Gerência de Educação Especial (GEE), O trabalho pioneiro é desenvolvido por fonoaudióloga, psicopedagoga e psicóloga que, com atendimento multiprofissional ao aluno no período pós-implante, quando se iniciam os trabalhos de desenvolvimento da fala, prejudicada pela deficiência.
Texto: Emeson Felipe

Fotos: Lton Santos