16/01/15 | 16:27
Prefeitura anuncia construção de novas escolas na Zona Rural durante abertura do ano letivo no Rio Negro

O projeto de construção e reforma de 20 escolas municipais da Divisão Distrital Zonal Rural (DDZ Rural) da Secretaria Municipal de Educação (Semed) foi anunciado, nesta sexta-feira, 16, durante a abertura oficial do ano letivo 2015 das unidades da rede localizadas no Rio Negro. O evento aconteceu na Escola Municipal José Sobreira do Nascimento, na Comunidade Nossa Senhora de Fátima.

 As aulas dos alunos de 29 escolas municipais no Rio Negro iniciaram, na última segunda-feira, 12. O ano letivo nestas unidades é diferenciado, devido ao período de cheia e vazante do rio, e por isso as aulas começam em janeiro e seguem até outubro, sem recesso no meio do ano. Ao todo a DDZ Rural, da Semed, possui 87 escolas, divididas em 36 escolas na Rodoviária (BR 174 e AM 010), 29 no Rio Negro e 22 no Rio Amazonas.

 Durante o evento, que foi realizado pela primeira vez na Zona Rural, o secretário da Semed, Humberto Michiles, anunciou o projeto da Prefeitura de Manaus de construir e reformar 20 escolas na DZZ Rural. Michiles informou, ainda, que serão construídos alojamentos para os professores e aquisição de embarcações mais rápidas para o transporte dos docentes.

 “Precisamos oferecer condição de alojamento para os professores, pois as escolas não têm um local para eles ficarem quando chegam das viagens para dar aula. Vamos iniciar ainda este ano um programa de construção de alojamento das escolas da zona rural, assim como os barcos específicos, de transporte mais rápido para os professores, para que não haja prejuízo nas aulas por conta de atrasos que acabam prejudicando a qualidade da educação. Contamos sempre com o apoio da prefeitura para enfrentar essas situações especiais”, relatou.

 De acordo com Michiles, por conta do calendário diferenciado, os alunos da divisão rural devem receber uma atenção especial para não deixar que a logística seja uma preocupação e acabe dificultando a qualidade de ensino.

 “Nós temos 13 mil alunos na zona rural, é uma situação diferenciada. Temos escolas espalhadas nas comunidades, isso requer uma logística especializada, uma atenção especial e não podemos deixar que a qualidade da educação na zona rural seja prejudicada por essa logística. O prefeito Arthur Virgílio Neto, junto com a Semed, tem a preocupação constante de mostrar que a educação na zona rural é tão importante, quanto na zona urbana”, afirmou.

 Esta foi a primeira vez que as escolas da divisão rural tiveram um evento oficial de abertura de ano letivo; o que, segundo a chefe da DDZ Rural, Edilene Pinheiro, serve como um incentivo maior para os professores e alunos.

 “É um momento muito importante, um marco para a zona rural, para a educação do campo, isto motiva os educadores e os alunos”, relatou

O professor de matemática, Vivaldo Grillo Padron Filho, comemorou o anúncio de investimentos na estrutura e nas condições de trabalho dos educadores. De acordo com ele, contribuirá para melhorar a qualidade de educação nas escolas.

 “Nós da zona rural já somos esforçados e vamos nos esforçar ainda mais para alcançar nosso objetivo principal que é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e melhorar o desempenho, o aprendizado dos alunos. Sabemos que sem educação não conseguimos nada e com esses investimentos anunciados pelo secretário acredito que 2015 será um ano de melhorias na área da educação. Já trabalhei na comunidade mais distante e sei que esse investimento no transporte e no alojamento será uma coisa muito boa”, finalizou.

 TEXTO: João Pedro Figueiredo

FOTOS: Rodemarques Abreu

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação (92) 3632-2054 / 8842-1188