26/11/14 | 18:34
Prefeito reafirma compromisso com a educação durante visita à escola municipal

Elevar os índices educacionais da rede de ensino de Manaus e promover melhorias nas unidades escolares do município foram compromissos reafirmados, na manhã desta terça-feira, 23, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, durante visita à Escola Municipal Presidente João Goulart, no Santa Etelvina, zona norte da cidade. O prefeito confirmou, ainda, que visitará as mais de 500 escolas da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A Escola Municipal Presidente João Goulart foi inaugurada por Arthur, em 1990, quando também foi prefeito de Manaus. A unidade foi o primeiro Centro Integrado de Escola Pública (Ciep) da cidade, mas atualmente funciona apenas com o ensino regular para os 1.030 alunos, do 1° ao 5° ano do Ensino Fundamental, que estudam nos turnos matutino, vespertino e noturno.

Durante a visita, o prefeito foi recebido com uma apresentação de alunos e, em seguida, conheceu as 21 salas de aula, Telecentro, biblioteca e demais áreas da unidade.

Segundo o prefeito, uma das prioridades de sua gestão é a educação. Ele enfatizou, ainda, que as visitas às escolas são importantes para conhecer de perto a realidade das unidades de ensino do município e trabalhar em cima do que precisa ser feito para tornar Manaus referência em educação no País. “Eu estou muito confiante de que nós teremos um belo resultado no próximo Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Estamos lançando uma prioridade muito clara, que é a educação, e estar presente em todas as frentes da cidade de Manaus. Só aqui (no Santa Etelvina) eu vou ver esta escola, vou a uma unidade básica de saúde, e vou ver as unidades que estão sendo construídas aqui no bairro, ou seja, uma atenção muito grande que está se dando ao bairro e eu quero fazer isso em todos os quadrantes de Manaus. É a presença da gente que nos mostra os problemas, que nos aponta as soluções possíveis e nos faz equacionar aquelas mais difíceis e mais uma vez eu confirmo que vou visitar de uma por uma (escolas), aqui (zona urbana) e da zona rural”.

O secretário da Semed, Humberto Michiles, afirmou que o comprometimento do prefeito com a educação motiva toda a rede a trabalhar cada vez mais pela melhoria do ensino e aprendizado do município. “Penso que essas visitas mexem, dão uma sacudida em todo mundo. A partir dessa atitude do prefeito de visitar, de se fazer presente, de acompanhar, de ver o que pode melhorar e fazer observações, isso obriga a todos nós a acompanharmos o ritmo dele e termos aquela consciência de que educação nós precisamos melhorar sempre. Não podemos estagnar, não podemos ficar satisfeitos com as metas atingidas. O mundo evolui muito rapidamente e a educação precisa acompanhar essa evolução”.

Michiles destacou que a educação pública tem que elevar a qualidade, para que a desigualdade social diminua. “Temos a obrigação de elevar a qualidade da educação da escola pública ao nível das melhores escolas particulares, para que estudar em uma escola particular seja uma opção. O foço social, esse distanciamento de classes que há no Brasil, essa injustiça, é consequência do foço educacional. Na hora que nós diminuirmos ou acabarmos com esse foço social, com essa diferença de qualidade entre escola pública e particular, nós também vamos diminuir a desigualdade de renda, de qualidade de vida, de acesso ao emprego, de acesso às boas universidades”.

A gestora da unidade escolar, Marilena Lemos Gazel, assumiu o cargo há pouco mais de um mês. Segundo ela, a escola possui uma equipe empenhada em fazer a diferença na educação. “Estou muito feliz de estar aqui. É um desafio, mas temos uma equipe muito boa, que vai desde as merendeiras, aos professores. Nesse pouco mais de um mês, conseguimos dar uma nova cara a escola, que foi limpa, pintada e sofreu reparos com ajuda dos profissionais que trabalham aqui e dos pais que participam do programa Escola Aberta”.

A professora do 1° A, Cleuda da Silva Vieira, dá aulas há 9 anos, dos quais 7 são a frente da alfabetização e letramento dos alunos. De acordo com ela, ser professora era um sonho de infância e poder fazer as crianças aprenderem a ler as primeiras palavras é uma realização profissional. “Tento fazer com que as aulas sejam as mais atrativas possíveis. Eles aprendem a ler e escrever com músicas, dinâmicas e brincadeiras. Os alunos desta turma estão escrevendo o primeiro livro e no final do ano letivo vamos fazer uma manhã de autógrafos. Sou realizada com o que eu faço. Amo ser professora”.

 

Texto: Gisa Prazeres

Fotos: Tácio Melo/ Semcom

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054/ 98842-1188