15/07/19 | 15:12
Prefeito decreta luto oficial pela morte de gestor de escola em acidente

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, vai decretar luto oficial de três dias pela morte do gestor da Escola Indígena Municipal Aru Waimi, Márcio Silva da Rocha, 42, que integrava a rede municipal de ensino há 14 anos e estava há quase um ano como gestor da unidade, localizada na Comunidade Terra Preta, Rio Negro, Zona Rural/ Ribeirinha de Manaus.

O servidor morreu na madrugada do último domingo, 14/7, quando retornava de um evento na Comunidade do Jaraqui, no Rio Negro, e a embarcação particular de pequeno porte na qual estava virou no meio do rio. A pessoa que conduzia a lancha deixou o educador apoiado no transporte e nadou até a margem do rio em busca de ajuda, mas quando voltou, o gestor já estava desaparecido. O corpo de Márcio foi encontrado, por volta das 9h de domingo, por comunitários que nadavam em busca dele.

“Minha solidariedade e de toda a prefeitura à família do Márcio, servidor que aceitou o desafio de trabalhar a educação na área Rural, com seus percalços e com tamanha nobreza”, disse o prefeito, ainda no domingo.

A secretária Kátia Schweickardt destacou que a Semed perde um valoroso servidor, que prestava um excelente trabalho à rede, desde 2005, e informou que a  Prefeitura de Manaus, por meio da Semed e sua Divisão Distrital Zonal Rural (DDZ Rural), prestou todo o apoio à família e também auxiliará no velório, após a liberação do corpo no Instituto Médico Legal (IML).

Foto – Divulgação

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054