04/09/12 | 21:53
Patriotismo ganha as ruas do Alvorada

Alunos da Escola Municipal Cândido Honório e do CMEI Graziela Ribeiro percorrem as ruas do bairro em comemoração as datas cívicas do Amazonas e Brasil.

Era para ser um dia comum na vida dos motoristas que circulam pelos arredores da Avenida J, no bairro do Alvorada, zona centro-oeste de Manaus. Mas quem passou por essa área, na manhã de hoje (04), se deparou com uma grande festa cívica promovida pelas Escolas Municipais Cândido Honório e Graziela Ribeiro. Alunos, pais e professores percorram as ruas do bairro cantando o amor ao Amazonas e ao Brasil, num verdadeiro show de patriotismo.

Ao som da fanfarra da Escola Estadual Sólon de Lucena, cerca de 800 estudantes caminhavam alegres, passando a mensagem de respeito ao país para os comunitários. Faixas e cartazes com mensagens como: ‘Diga não a pedofilia e ao bullyng’ foi o apelo feito durante o desfile.

Os funcionários das lojas do bairro foram para a porta e também participaram. Conceição Santos, gerente de uma ótica na Avenida J, acompanhou todo o desfile e se disse surpresa com o tamanho da festa.

“Muito legal. É importante comemorar a independência do nosso país”, afirmou Santos.

Para a aluna Anne Mariane, 6, cadeirante, o dia foi mais do que especial, ela participou pela primeira vez de um desfile cívico. Acompanhada do pai, a pequena estava radiante.

“Estou gostando muito, nem o calor tira minha alegria”, afirmou.

O ponto alto do desfile foi o canto do hino nacional. Um bonito coro se formou ao som dos instrumentos da fanfarra.

“Voltei no tempo. Antigamente era assim e ainda bem que estão trazendo de volta o nacionalismo aos alunos. Estou muito feliz porque meu filho está participando desse momento”, destacou Alessandra da Silva, mãe do aluno Markisson, do CMEI Graziela Ribeiro.

Homenagem diferente

Os alunos da Escola Municipal Thomás Meirelles, no bairro do Petrópolis, fizeram uma homenagem diferente à nação. Ao invés de percorrer as ruas do bairro, a atividade foi primeiramente desenvolvida em sala de aula, com pesquisas sobre a história do Brasil e na manhã de hoje (04), várias apresentações culturais que mostraram as regiões do país foram apresentadas.

A diretora da escola, professora Maria do Socorro Ibiapina, explica que resolveu fazer uma homenagem diferente à nação. Ao invés de apenas ter um momento de alegria, a ideia é passar princípios de cidadão aos alunos, o que para ela é a melhor forma de honrar o país.

“Fizemos atividades com o objetivo deles entenderam como é ser um bom cidadão para a nação. Essa é, em minha opinião, a melhor forma de comemorar nossa independência”, disse.

Paulo Silva, pai do aluno James, do 2º ano, aprovou a ideia.

“Essa é uma ação educadora, já que valores e princípios são trabalhados e isso faz com que as crianças cresçam com o espírito patriótico” avaliou.

A prova de que a atividade deu certo, é o aluno Vinícius Lopes que, durante as pesquisas, se apaixonou pela a história do Brasil e garante que nunca mais vai esquecer o que aprendeu.

“Nunca mais vou me esquecer, por exemplo, que a Lei Áurea foi assinada pela Princesa Isabel em 1888. Achei legal estudar sobre isso, mas nesse dia que comemoramos o aniversário do Brasil o melhor presente seria um país sem mendigos e sem violência”, explicou o aluno.