25/05/17 | 15:25
Parceria com empresa viabiliza doação de mais de 5 mil livros a escolas municipais e participação de educadores em workshop

Com objetivo de incentivar a leitura e promover ações ambientais, cerca de 60 educadores, entre professores, pedagogos e gestores de 10 escolas municipais, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participaram do Workshop do Projeto “É tempo de reciclar”, nesta quinta-feira, 25/5, no Teatro Aldeias Infantis SOS, bairro Alvorada, zona Oeste da cidade. O evento faz parte da ação de adesão da secretaria, ao projeto patrocinado pela empresa Ball Corporation, junto ao Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet e desenvolvido pela empresa Evoluir.

A programação segue nesta sexta-feira, 26/5, com a exposição do jogo de tabuleiro gigante “É tempo de reciclar”, na Escola Municipal Eliana Socorro Pacheco Braga, na zona Leste. Trata-se de um jogo de trilha não linear, com perguntas e desafios propostos a cada equipe. O monitor será o integrante responsável por conduzir as atividades, fazendo as perguntas e interagindo com as equipes durante as jogadas, explicando as respostas e incentivando a participação de todos.

A meta é realizar ações de incentivo à leitura e promoção de boas práticas ambientais nas escolas públicas e particulares. Esse projeto consiste na doação de livros para as 10 unidades de ensino, 84 kits de livros com seis títulos cada, por escola; com um total de 840 kits para o município de Manaus, totalizando 5.040 exemplares doados, beneficiando alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, da rede pública de ensino.

Esse projeto consiste na doação de livros com as temáticas de preservação do meio ambiente, uma oficina de capacitação para os educadores sobre atividades lúdicas, além de uma exposição de painéis em um formato de workshop e o jogo de tabuleiro gigante “É tempo de reciclar”.

A subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano, elogiou o material que as escolas estão recebendo da empresa Ball, que tem uma parceria com a Evolui, que oferecerá aos educadores participantes um material de qualidade e formação adequada para utilizá-los em sala de aula com os alunos.

“Esse material vai trazer um acervo muito rico para nossas unidades de ensino e nós fizemos a distribuição dos livros nas escolas que não tinham bibliotecas escolares. Assim, passam a ter um conteúdo muito rico em educação ambiental”, disse.

De acordo com a gerente de comunicação e comunidades da Ball Corporation na América do Sul, Thais Moraes, a empresa é uma fabricante de latas para bebidas e o intuito de expandir essa consciência ambiental nas escolas é formar alunos e professores multiplicadores de sustentabilidade para a sociedade de uma forma geral.

“A melhor maneira de fazer isso é por meio da educação. A gente acredita que a educação ambiental está presente perto das crianças, para que elas entendam o processo de consumo consciente, de coleta seletiva, de separação de resíduos, de reutilização de materiais, e que possam influenciar também suas famílias e as próximas gerações que virão”, comentou.

Segundo Brenda Martins, representante da empresa Evoluir, o projeto tem como função ter uma base informativa para trabalhar no processo de consumo de materiais utilizados no cotidiano.

“Além das entregas dos livros nas escolas participantes selecionadas pela Semed, nós vamos fazer uma formação com os professores, uma capacitação nessa temática, que envolve consumo consciente, reciclagem, reuso e resíduos, para que eles possam trabalhar na escola”, contou.

Escolas aprovam

A Escola Municipal Professora Maria das Graças Andrade Vasconcelos, localizada nas Aldeias Infantis SOS, bairro Alvorada, zona Oeste, é uma das escolas beneficiadas com o projeto. Para diretora da escola de educação integral, Ana Regina de França, quem ganhará com o material são os 150 alunos do 1° ao 3º ano, do Ensino Fundamental.

“A proposta é sensacional de construir, despertar na criança esse olhar do que é a educação ambiental, para revermos nossos fazeres, nossa prática diária com o próprio lixo, que nós produzimos, seja na escola ou em nossas residências”, alertou.

De acordo com a pedagoga Lindalva Monteiro Marques, da Escola Municipal Eliana Pacheco Braga, localizada na comunidade Santa Inês, bairro Jorge Teixeira, zona Leste, o material é excelente para trabalhar com os 1,2 mil alunos, entre da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, da unidade de ensino em que atua.

“A questão ambiental é algo que necessita de urgência em resposta à sociedade. Esse projeto vai ampliar o horizonte das crianças, de como trabalhar com reciclados, para que seja utilizado de forma produtiva”.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054