01/03/16 | 16:01
Palestra sobre bullying orienta alunos da rede municipal de ensino

Palestra sobre bullying orienta alunos da rede municipal de ensino (1)Para marcar o início da semana de comemoração do “Dia Municipal de Prevenção e Combate ao Bullying Escolar” nas unidades de ensino, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou, na manhã desta terça-feira, 01, a palestra “O bullying é coisa séria” aos 160 alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Engenheiro João Alberto Menezes Braga, bairro Monte Sinai, zona Norte. A palestra foi ministrada pela psicóloga e educadora Maria do Perpétuo Socorro Trindade.

O evento atendeu a Lei Municipal nº 1.533, de 11 de novembro de 2010, que institui o “Dia Municipal de Prevenção e Combate ao Bullying Escolar”, que é comemorado anualmente no dia 1º de março. Apesar da data, a discussão do tema ocorre durante todo o ano letivo nas escolas da Semed.

Entende-se como bullying escolar todo ato de violência física ou psicológica, intencional e recorrente, praticado por indivíduo ou grupo contra uma ou mais pessoas no ambiente escolar.

A diretora da escola, Luciane Oliveira, disse que a semana é importante para alertar os alunos sobre o combate a prática. Para ela, a palestra foi fundamental para que os alunos saibam um pouco mais sobre esse problema.

Palestra sobre bullying orienta alunos da rede municipal de ensino (3)“Já estamos realizando esse trabalho há algum tempo, começando com a palestra aos pais. Trabalhamos com os alunos, por exemplo, como é importante não se machucar, não intimidar, não ter preconceito ou diferenças sociais. As crianças estão bem envolvidas e todos divulgam o combate a todo tipo de bullying”, disse a gestora ao destacar que a ação também é realizada na comunidade durante todo o ano letivo.

Para a coordenadora da Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da Semed, Eliana Hayden, responsável pelos programas de enfrentamento à violência, a equipe multidisciplinar vai percorrer todas as 494 unidades de ensino para realizar as palestras temáticas.

“Todas as escolas vão realizar atividades de prevenção e enfrentamento ao bullying escolar. Vamos percorrer uma escola de cada divisão distrital da Semed. Até o dia 9 de março, toda rede vai promover atividades como produção de texto, paródia, palestras. Enfim, falar sobre esse problema tão grave e que atinge um número muito grande de crianças e adolescentes”, comentou Eliana Hayden.

Palestra sobre bullying orienta alunos da rede municipal de ensino (9)O aluno do 4º ano do Ensino Fundamental da escola, Rudiney da Costa Ferreira, 13, que sofreu um acidente doméstico, perdendo dois braços, assistiu atentamente a palestra. Para ele, o bullying é um grande problema, mas que pode ser resolvido. “Minha opinião sobre o bullying é de muito xingamento, briga e pode levar até a coisas mais sérias. Tenho conversado isso com meus colegas para evitar de falar sobre certas coisas”, argumentou.

Semed combate ações nas escolas há seis anos

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei nº 13.185/2015, que prevê medidas de combate e prevenção ao bullying nas escolas públicas a partir deste ano em todo território nacional. Apesar disso, a Semed já trabalha as ações nas escolas há pelo menos seis anos, por meio da Gerência de Ações Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da secretaria.

De acordo com a assessora pedagógica e psicóloga da Gacpe, Maria do Perpetuo Socorro Trindade, as ações realizadas sobre a temática envolvem não apenas os alunos, como também toda a comunidade escolar. Realizamos palestras para pais, alunos e educadores com temas voltados para a prevenção e o combate ao bullying, por meio de oficinas, fóruns de debates. O objetivo é contribuir para um processo de informação, reflexão e desenvolvimento das ações envolvendo comunidade, pais, professores e outros profissionais que atuam nas áreas da educação e proteção à criança e ao adolescente”, informou.

Socorro disse que mesmo com todo o trabalho realizado na rede municipal, ainda, falta um conhecimento maior de como lidar com a situação, mas que já está sendo superado por atividades desenvolvidas dentro do ambiente escolar. “A desinformação é um dos principais obstáculos para que os educadores trabalhem as situações de bullying. Hoje, o tema ainda desafia pais, educadores e profissionais das demais áreas do conhecimento, que se sentem impotentes para lidar com a situação. A minimização do bullying depende de uma conjugação de esforços, envolvendo toda a comunidade escolar, ou seja, pais, estudantes, professores, funcionários, diretores e membros da sociedade”, destacou.

 

Texto: Paulo Rogério

Fotos: Deilson Lima

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054