08/05/18 | 16:04
Pais e alunos recebem orientações sobre violência doméstica e sexual

Com tema “Violência domestica e sexual”, a Escola Municipal Alberto Makaren, bairro da Compensa, Zona Oeste reuniu cerca de 270 pais e responsáveis de alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e da Educação Especial, para participar de uma palestra nesta terça-feira, 8/5, como parte da programação que está sendo realizada pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, comemorado no próximo dia 18 de Maio.

A Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da Secretaria Municipal de Educação (Semed) tem percorrido, desde o início deste mês, as unidades de ensino que fazem parte do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil no Território Brasileiro (PAIR), em um trabalho de fortalecimento de redes de enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes.

A assessora técnica e coordenadora das Ações de Prevenção e Enfrentamento as Violações dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes da Gacpe, Eliana Hayden, foi palestrante do encontro e destacou que é fundamental que haja uma interação entre os pais e a escola para reduzir casos de abusos e violências.

Satisfeita com a presença dos pais, que compareceram em grande número para assistir a palestra, a diretora Glaice Moreira, enalteceu a importância da participação de todos para adquirir mais informações sobre o tema. “Com certeza, essa palestra trará todo um beneficio com relação à prevenção a violência domestica e sexual”. Tendo em vista que cada vez mais crianças e adolescentes passam por esse tipo de agressões no ambiente familiar, comentou.

Segundo a professora Francisca Silva, 45, mãe do aluno do 3º ano, Antônio Davi da Silva Soares, 8, a inciativa da escola foi importante e precisa ser compartilhada. “Acho de extrema importância para conscientizar os pais, porque são crimes que acontecem muitas vezes pelas mãos de pessoas que deveriam cuidar das crianças como, então essa informação é fundamental, já que existem pais leigos sobre esse assunto”, disse.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054