26/07/18 | 16:56
Oca do Conhecimento do Puraquequara comemora cinco anos de atividades

Alunos, professores, pais, responsáveis, além de comunitários comemoraram, nesta quinta-feira, 26/7, os cinco anos de atividades da Oca do Conhecimento Ambiental Puraquequara, localizada na comunidade Bela Vista, zona Leste. O lugar é um espaço de conhecimento e aprendizado sobre meio ambiente e trabalha em parceria com o Centro de Referência da Assistência Social (Cras), da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh).

A Oca do Puraquequara atende com aulas de Educação Ambiental e de Ukulele, atualmente, um total de 46 alunos, da comunidade Bela Vista e da Escola Municipal São Francisco, além dos pais e responsáveis, que recebem também serviços do Cras. Além dela, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) tem outros três espaços como esse em outras zonas da cidade.

A assessora pedagógica das Ocas do Conhecimento, Érica Amorim, ressaltou o trabalho realizado com alunos e comunitários ao longo desse período.

“São cinco anos de um trabalho que estamos começando a ver frutos. Por exemplo, temos o Ukulele que começou aqui, numa comunidade distante, que às vezes não tem oportunidade de fazer cursos. A parceria com Cras é importante, porque disponibilizam estagiários e conseguimos trabalhar atividades com as crianças”, concluiu.

De acordo com a coordenadora do Cras Colônia Antônio Aleixo, Keitianne Mourão, a parceria com a Oca representa muito pelo trabalho desenvolvido com alunos e comunitários. “Essa parceria busca auxiliar a família na promoção da educação, desenvolvimento, convivência familiar e comunitária, na qual tenha condições de desenvolver como cidadão”.

Há dois anos coordenando a Oca, Antônia Francineia, define a data como um momento único e especial para todos. “A Oca apresenta novas possibilidades e horizontes. As próprias mães dos alunos aqui podem ampliar seu conhecimento, sendo que algumas conseguiram melhorar sua renda e construir pequenos negócios a partir dos cursos que fizeram na Oca”.

Moradora da comunidade Bela Vista, Mayara da Silva Maricaua, 13 anos, aluna do 8º ano da Escola Municipal Francisco Nunes, há quase dois anos frequenta a Oca e disse que se apaixonou pelo Ukulele. Para ela, o local tem uma grande relevância para todos. “A Oca para mim é muito importante, porque antes ficava em casa sem fazer nada. Depois que comecei a frequentar, aprendi muita coisa como a fazer e tocar Ukulele” finalizou.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054