08/05/12 | 14:28
NOVOS TEMPOS NA EDUCAÇÃO

Na última sexta-feira, (4), o Secretário Municipal de Educação, Dr. Mauro Lippi, entregou mais uma unidade dos Telecentros e desta vez a escola beneficiada foi a Escola Municipal Eliana Lúcia Monteiro da Silva, localizada no bairro de Santo Agostinho, zona Oeste.

A 81ª unidade atenderá inicialmente 1340 alunos distribuídos nos três turnos da escola. Para o gestor Paulo Ferraz este ambiente digital é um sonho que está sendo realizado.

“Há muito tempo esperamos por este momento. Posso dizer que nossos alunos e professores receberam um grande prêmio e vejo esta iniciativa com bons olhos. Nossos alunos poderão pesquisar seus trabalhos por meio do celular e este servirá como uma ferramenta pedagógica a serviço da educação que tanto almejamos. Agradecemos à Prefeitura de Manaus e também ao Dr. Mauro Lippi por oferecer às crianças uma educação de qualidade. Estamos vivenciando novos tempos e acredito que a educação precisa de grandes investimentos como esses. Não só a comunidade escolar sai ganhando, mas os pais e comunitários serão beneficiados com o projeto que está previsto para iniciar na próxima semana”, afirmou o gestor.

A professora de matemática, Josely Martins, afirmou que o projeto é um grande presente aos alunos e professores. “É uma ferramenta que irá nos auxiliar no processo de ensino e aprendizagem dos alunos. Com toda certeza servirá para darmos continuidade ao projeto Matemática Viva dentre outros já existentes na escola”, comentou a professora.

Em seguida foi inaugurada a 82ª unidade,  Escola Santo Agostinho, que irá atender mais de 700 alunos distribuídos em dois turnos.

Agora os alunos incluídos nos projetos Matemática Viva, 2º Tempo, Viajando na Leitura, Dama e Xadrez, terão mais uma oportunidade com a implantação do Telecentro. Os alunos não precisarão mais gastar dinheiro indo até as lan houses, basta se cadastrar na unidade. Os pais dos alunos que quiserem usar o espaço devem seguir os mesmos passos que os filhos, os mesmos deverão se cadastrar e acessar gratuitamente a internet.

Segundo a direção da escola, o projeto vai dar início na próxima semana atendendo prioritariamente os alunos do 1º ao 5º ano.

“Nossa comunidade é bastante carente e precisa desta ferramenta tecnológica para acompanhar os novos tempos. Para nós é um sonho e agora nossos alunos terão grandes chances e não ficarão atrás de nenhuma escola particular. Muitos aqui não têm condições de pagar por um curso de informática e com a implantação do Telecentro eles descobrirão o mundo navegando pela internet sem pagar nada. É um projeto de suma importância e que afastará muitas pessoas do analfabetismo digital. Agradeço à Prefeitura de Manaus por se preocupar com a educação das crianças visando oferecer uma educação de qualidade a eles”, enfatizou a gestora, Ercieda Almeida.

Para o Secretário Dr. Mauro Lippi, este espaço veio para beneficiar a comunidade escolar e proporcionar melhores condições ao processo de ensino e aprendizado das crianças. “Estes computadores estão dotados de joguinhos pedagógicos que vocês poderão aprender brincando. Quem tiver um computador, smartphone, notebook, poderá acessar a internet dentro da escola. Internet sem fio servirá a todos os moradores e do entorno escolar. Ambientes digitais ainda serão entregues às outras zonas da cidade. Vamos fazer tudo o que for necessário para levar o conhecimento às crianças. O espaço servirá também aos pais e àqueles que queiram dominar esta ferramenta do mundo moderno. Não posso deixar de agradecer o apoio dessas pessoas que lutam diariamente em oferecer uma educação de qualidade aos filhos de vocês e que merecem o nosso respeito, os professores”, comentou Lippi.

A última escola a receber o 83º Telecentro foi a Escola Municipal Francisca Gomes, localizada no bairro da Compensa II, zona Oeste. Os alunos do 1º ao 5º ano a partir de agora irão usufruir deste ambiente digital sem pagar nada. Todos os 496 alunos deverão ser cadastrados, assim como os professores e comunitários. Quem tiver interesse basta ir até uma escola polo e se cadastrar levando alguns documentos como RG e CPF. Após este processo as pessoas poderão se conectar ao universo digital.

Segundo o gestor, João Eudes, as crianças irão conhecer o mundo por meio do computador. “Estávamos ansiosos pela entrega do espaço, pois sabemos que muitas escolas ficaram de fora e a nossa felizmente foi contemplada. Pra mim esse momento que vivemos é muito importante porque agora as crianças dessa comunidade terão novas oportunidades e até então não existia essa possibilidade. Agradeço pelo olhar diferenciado com a nossa comunidade”, afirmou o gestor.