02/03/12 | 20:48
NOVOS TELECENTROS

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) entregou, na última quinta-feira, 01 de março, mais três novos Telecentros. Desta vez as beneficiadas foram as escolas municipais Tereza Aguiar Abtibol, Villa Lobos e Vicente de Paula, que estão sob a jurisdição da DRE I.

Durante a solenidade, muitos alunos, pais, líderes comunitários, gestores, professores, assessores e chefes de divisão marcaram presença no evento. Segundo o titular da pasta, Mauro Lippi, até o final do ano a Semed entregará 219 novos Telecentros à comunidade escolar. “Nossos professores estão sendo capacitados para receber estas novas ferramentas tecnológicas que farão parte do cotidiano escolar moderno. A Semed, por sua vez, está fazendo um grande investimento tecnológico na área da educação. É uma responsabilidade muito grande e temos que unir forças para atingir as metas previstas para este ano. Com a implantação dessas ações pedagógicas, os verdadeiros beneficiados serão os filhos da comunidade, pois entendemos que sem isso os alunos não estarão preparados para encarar o mercado de trabalho e a educação é a base de tudo”, afirma Lippi.

O objetivo dos Telecentros é oferecer espaços destinados ao aprendizado dos alunos, proporcionando aos mesmos uma melhor educação por meio do uso das novas ferramentas tecnológicas. E, ainda, os alunos terão a oportunidade de trazer seus pais a participar das atividades oferecidas nos laboratórios de informática.

Segundo a gestora da EMEF Tereza Abtibol, Marluce de Amorim, a escola atenderá inicialmente 100 pessoas nos três turnos com horários adaptados. “Estes espaços tecnológicos vão possibilitar grandes avanços na qualidade do ensino, e com toda certeza, estamos nos preparando para os desafios do mundo moderno. Graças à Semed demos um grande salto no que tange à informação e socialização das novas tecnologias dentro da rede municipal e creio que só assim os alunos terão uma boa formação”, afirma.

Quem também mostra muita satisfação com os Telecentros são os alunos da EMEF Villa Lobos, localizada no bairro de São Francisco, zona sul da capital. De acordo com o aluno Airton Silva (17), os laboratórios serão pontos de encontro na troca de saberes. “Para nós é uma grande oportunidade receber um local onde os alunos irão ter acesso às novas tecnologias, facilitando assim o nosso aprendizado. Antes tínhamos que pesquisar os trabalhos nos livros e assim demorava muito, mas agora com o novo laboratório ficará bem mais fácil. Se possível virei todos os dias para me “antenar” com o mundo globalizado”, comenta.

A EMEF Villa Lobos irá atender novas turmas nos três turnos, e, dependendo da demanda, a escola irá abrir outras vagas para fazer o atendimento à população local.

Na EMEF Vicente de Paula, a história não poderia ser diferente. Segundo a professora do Telecentro, Luana Batista, a previsão é que sejam atendidos mais de 1000 alunos durante este semestre. Os horários das atividades serão adaptados visando o atendimento dos alunos e comunidade em geral. “Com o advento das novas tecnologias as pessoas deverão se qualificar cada vez mais, pois sem esse conhecimento fica difícil na hora de procurar um emprego. As pessoas têm que aproveitar as oportunidades, e agora é o momento”, afirma Batista.

 

PARCERIAS TECNOLÓGICAS

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI), está implantando nas escolas da rede municipal da capital 219 Telecentros. Quem quiser ter acesso aos polos deverá fazer um cadastro mediante aos seguintes documentos: RG, CPF ou outro documento com foto. Os menores de 18 anos deverão estar acompanhados do responsável. O mais interessante que o número do cadastro é único, podendo ser utilizado nas demais unidades dos Telecentros de qualquer zona da cidade.

 

COMO FUNCIONA?

Cada núcleo receberá 11 estações e 01 servidor para fazer o atendimento aos alunos. Todos os computadores estão conectados à internet, onde os mesmos poderão fazer pesquisas e trabalhos escolares; participar de cursos de capacitação tecnológica e profissional entre outros. A Semed e o MCTI ofereceram uma capacitação aos monitores que atuarão como mediadores nos laboratórios.