22/11/18 | 17:19
Mais de 400 alunos da rede municipal participam da 3ª edição do Concurso de Letramento em Programação e Robótica

Aproximadamente 450 alunos, do 1º ao 9° ano do Ensino Fundamental, de 43 escolas municipais administradas pela Prefeitura de Manaus participaram nesta quinta-feira, 22/11, da 3ª edição do Concurso de Letramento em Programação e Robótica. Com o tema “Inovação para Sustentabilidade”, o evento se encerra nesta sexta-feira, 23, na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), localizada na avenida Maceió, zona Centro-Sul.

No primeiro dia do concurso, que tem por objetivo promover a prática de programação e a multialfabetização dos estudantes da rede municipal, bem como o compartilhamento de conhecimento e o desenvolvimento da criatividade e autoria, foram apresentados trabalhados realizados nas escolas durante o ano letivo, sobre Letramento em Programação, Pensamento Computacional, Ensino Hibrido, Kodu, Blockly, Scratch, Robótica Educacional, dentre outros.

“Vários aspectos estão envolvidos nesse concurso e esse ano, em especial, a pesquisa sobre o desenvolvimento sustentável. Cada escola buscou ações para trabalhar com os objetivos do concurso. Nesse sentido, a parceria com a família é fundamental para o processo de aprendizagem, já que são ações sociais que afetam a vida de cada um”, destacou a subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano.

Soluções

A competição não acontece entre as escolas, cada unidade busca superar seus próprios desafios e resolver os problemas durante a competição. Conforme a pontuação alcançada, a unidade de ensino é classificada, levando em consideração o desempenho da equipe.

Os alunos do 4º ano da Escola Municipal Professora Maria Lira Pereira, em Petrópolis, zona Sul, observaram que os moradores do bairro descartam o lixo de forma irregular, formando lixeiras viciadas em algumas áreas, uma inclusive próxima à escola. Após uma longa conversa sobre a solução para esse problema, os alunos criaram uma maquete da comunidade, contendo a unidade de ensino, ruas, casas e, com o uso do Robokids, criaram um carro coletor de lixo, com braços hidráulicos.

“Esse trabalho foi realizado conforme a realidade do nosso bairro, criamos um caminhão com braços hidráulicos que pega o lixo e joga na caçamba. Nós vamos mostrar para a nossa comunidade como devemos tratar o lixo e tentar acabar com a lixeira viciada”, explicou a aluna Heloísa Reis, de 10 anos.

De acordo com a gerente da Gerência de Tecnologia Educacional (GTE) da Semed, organizadora do evento, Aldemira Câmara, a cada ano o projeto tem crescido, envolvendo mais escolas, alunos e professores. “O prefeito Arthur Virgílio Neto entende a importância da tecnologia na educação e nossas parcerias também têm ajudado no crescimento do projeto. As crianças estão desenvolvendo o raciocínio lógico com resolução de problemas, que também envolve a aprendizagem da leitura e escrita. São concepções básicas necessárias para vida escolar deles”, observou.

Texto: Érica Marinho

Fotos: Lton Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054