29/05/13 | 15:51
Lançamento do Projeto de Lutas nas escolas ‘‘Aprender, Conviver e Lutar’’

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, o Secretário Municipal de Educação, Pauderney Avelino, lançaram, na manhã desta quarta-feira, 29, o Projeto de Lutas nas escolas ‘‘Aprender, Conviver e Lutar’’, no auditório da Escola Municipal Aristóteles Alencar, bairro Armando Mendes, zona Leste para auxiliar na redução do nível de indisciplina/agressividade no ambiente escolar, formação de alunos mais responsáveis e seguros e melhoria do rendimento escolar da criança e do adolescente.

A Escola Municipal Aristóteles Alencar é a unidade educacional do projeto piloto na modalidade de jiu-jítsu, com a participação de 70 alunos, na faixa etária de 10 a 15 anos, com turmas pela manhã e à tarde. A Semed ficará responsável pelos professores de educação física com formação técnica, além dos quimonos, tatames e fornecimento de material necessário que será utilizado pelos alunos do projeto.

Segundo o prefeito de Manaus, Arthur Neto, a ação da Semed ajudará não somente no aprendizado de uma modalidade, mas também é uma ferramenta pedagógica que será útil a comunidade escolar.

“A Semed passa a contar com o jiu-jítsu esportivo, cuidadoso, muito bem direcionado com professores de caráter, de boa formação para implementar a própria formação intelectual das crianças, em que o esporte ajuda a formar cidadão, e com isso melhora a capacidade de aprendizado dos alunos. O jiu-jítsu pode ajudar muito, porque ajuda a moldar o caráter, concentração, autoestima, entre outros benefícios”, disse.

O secretário Pauderney Avelin, disse que o esporte pode andar ao lado da educação em prol do processo ensino aprendizagem. “Esse projeto nós dá muita alegria, porque vai disseminar o aprendizado da luta na nossa rede de ensino. Para nós é motivo de satisfação, porque as crianças não vão simplesmente aprender a lutar, mas vão aprender a serem cidadãos de bem lutando, aprendendo, convivendo da melhor forma possível dentro da comunidade e da escola”, afirmou.

De acordo com o coordenador do projeto, Ronnie Melo, a ação contribuirá a comunidade escolar com a prática esportiva, além do aprendizado de vida que o esporte proporciona ao praticante.

“Nosso intuito é que o esporte e a educação caminhem juntos, porque entendemos que são duas coisas que ajudam na socialização. Esse projeto vai a crescer, somar com a garotada do Armando Mendes e vai se estender por mais polos, com o apoio do prefeito e do secretário. O foco não é o atleta, mas sim criar uma prática pedagógica da luta dentro da escola”, completou.

Extensão

O projeto vai ser implantado em 14 escolas da rede divididas em sete escolas com a modalidade de judô e mais sete de jiu-jítsu. Serão beneficiados entre 1.000 a 1.600 alunos do ensino fundamental.  As aulas ocorrerão de segunda a quinta-feira e a escola terá dois dias para a prática do projeto, com uma hora de duração, pela manhã e a tarde.