03/07/12 | 16:49
Lançamento do Pacote da Cidadania

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) lançou, nesta terça-feira, um conjunto de ações chamado ‘Pacote da Cidadania’, em referência ao tema do ano letivo: A Escola na Construção da Cidadania. O lançamento ocorreu no auditório da Prefeitura de Manaus, bairro da Compensa, Zona Oeste da cidade.

Cerca de 400 educadores, entre assessores pedagógicos, professores, gestores, chefes e gerentes das Divisões Regionais Educacionais (DREs) da Secretaria estiveram presentes no lançamento, além do secretário de Educação, Mauro Lippi. A ação faz parte do Programa Municipal de Educação Fiscal, que é desenvolvido pela Semed na rede de ensino e promove cursos online para disseminadores, em conformidade com o Programa Nacional de Educação Fiscal (PNEF), uma parceria com Escola de Administração Fazendária/ESAF.

A Semed já vem realizando algumas atividades que consolidam a ação para o lançamento do Pacote da Cidadania, entre as quais: cerca de 194 escolas municiais de todas as zonas geográficas da cidade receberam as cartilhas do Tribunal Regional Eleitoral (TRE); realização da Semana do Contribuinte com ações nas unidades educacionais, com destaque a valorização ao investimento público por meio do tributo pago pelo cidadão, entre outras ações.

Segundo o Secretário da Semed, Mauro Lippi, o Pacote da Cidadania é um projeto que será desenvolvido dentro das escolas para ampliar a formação cidadã dos alunos.

 “A cidadania é algo que devemos estar preocupados em toda sua amplitude, ou seja, na forma em que é colocada, os fatores ambientais que influenciam quando se joga um lixo nas ruas, nos igarapés, nos rios, os problemas que temos na construção da nossa melhor forma de viver dentro de nossa sociedade. Para melhorar isso tudo, precisamos trabalhar a cidadania nas escolas”, comentou.

O Delegado Adjunto da Receita Federal em Manaus, Dr. Alzemir Vasconcelos, disse que o importante é conscientizar o aluno desde cedo sobre os tributos, seus direitos e deveres, assim como sua família e a sociedade que fazem parte deste contexto.

“Todos têm o direito de ver a aplicação direta dos tributos não somente pelos órgãos públicos, mas principalmente por meio dos cidadãos, que devem preservar o nosso bem público. Os profissionais em educação sempre tem tido boas ideias para conscientizar os estudantes e esse material é mais um passo importante que será distribuído na rede de ensino para ajudar nessa questão da cidadania”, finalizou.

Há um ano desenvolvendo o Programa de Educação Fiscal na Escola Municipal Ana Mota Braga, São Sebastião, Zona Centro-Sul da capital, o diretor da unidade, Luís Carlos Braga, ressalta que o trabalho vem sendo realizado não apenas com o alunado, mas também com a comunidade que se envolve nas atividades.

 “A nossa escola foi muito depredada e com esse trabalho na construção da cidadania nós temos resgatado essa questão da valorização. Como os professores estão mais empenhados, os alunos passaram a cuidar mais do ambiente escolar e a comunidade percebeu que no local (escola) em que seus filhos estudam o investimento é dos próprios pais”, confessou.