15/02/13 | 18:49
Lançamento da campanha de combate a pediculose e dengue na rede municipal

O Secretário Municipal de Educação, Pauderney Avelino, abriu oficialmente o Encontro de Mobilização para o Combate a Dengue e a Pediculose na rede municipal de ensino, na manhã desta sexta-feira (15), no auditório Luiz Geraldo Pontes Teixeira da Secretaria. O objetivo é alertar toda a comunidade escolar para os problemas relacionados a esses agravos.

A ideia é que essas informações cheguem até os escolares de forma em que os mesmos sejam sensibilizados e atuem como multiplicadores em todos os ambientes em que convivem, contribuindo para a formação de uma consciência coletiva de vida para uma saudável.

A ação tem a meta de acelerar as mudanças que a população espera, antes mesmo dos 100 primeiros dias de governo do prefeito Artur Neto. Para isso, cerca de 300 profissionais da educação entre professores, diretores, agentes de saúde e assessores das Divisões Regionais Educacionais (DREs) da Semed participaram do encontro.

“São dois assuntos extremamente graves. Primeiro a pediculose, que é o piolho, e deve ser tratado com muita severidade, mas com naturalidade. Não podemos permitir que as crianças fiquem expostas a esse tipo de situação que ocasiona outros problemas. Sobre a dengue, é importante dizer que é um problema que, por ser grave, leva ao risco de morte. Nesse sentido, a campanha é da mais alta relevância para que toda a rede municipal e a comunidade possam trabalhar, juntos, para evitar esses dois males”, explicou o Secretário da Semed, Pauderney Avelino.

A agente de saúde Luzia de Medeiros, do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Humberto de Alencar Castelo Branco, bairro Parque 10, Zona Centro-Sul da cidade, já realiza um trabalho semelhante há 10 anos com os alunos da escola. Neste ano, com um número de 330 crianças, na faixa de 3, 4 e 5 anos matriculados, a educadora disse que as atividades continuarão.

“Já faço isso há bastante tempo, onde nós fazemos um trabalho de cartazes, fantoches e com o  shampoo, que é oferecido pela Semed, para fazer a eliminação dos piolhos na cabeça das crianças. Este ano, será da mesma forma, mas com palestras direcionadas aos pais a fim de incentivar a campanha em casa, de maneira que o trabalho não seja feito somente na escola”, relatou.

A Escola Municipal Djalma Passos, bairro Campo Dourado, Zona Norte, com 390 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, já tem um programa que visa o combate de ambos os males. A agente de saúde, Maria Neide da Silva Soares, ressaltou que todos os recursos serão usados para alertar e orientar os estudantes.

“Nós trabalhamos de maneira bem ampla com palestras para os pais logo no início do ano, depois vamos focar nas crianças por meio de palestras e cartazes, o que é algo bom, porque todas as crianças aprendem e levam para os pais em casa. Em relação à pediculose, não visamos apenas os alunos, mas os comunitários em geral. Fato que já vem acontecendo há oito anos”, contou.

Na ocasião, houve a participação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) com uma apresentação sobre os cuidados com a pediculose e as ações da Campanha Operação Impacto de Combate a Dengue. A ação contou, também, com a participação do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas (CONEN/AM) que fez uma abordagem sobre a necessidade da retomada do Programa de Prevenção do Uso de Drogas nas Escolas e, por fim, houve o lançamento do XII Concurso Estadual de Cartazes sobre drogas.

Na oportunidade, foram apresentados os programas e projetos que serão desenvolvidos pela Gerência de Ações Complementares e Programas Especiais (GACPE) da Semed.