05/01/16 | 10:36
Jornada Pedagógica define metas para o ano letivo das escolas do Rio Negro

Jornada Pedagógica. DDPM. Fotos Cleomir (2)A Secretaria Municipal de Educação (Semed) deu início nesta segunda-feira, 4, a Jornada Pedagógica voltada para professores, pedagogos e gestores das 29 escolas que integram a zona rural ribeirinha, localizadas no Rio Negro.

O encontro segue até terça-feira, 5, e acontece na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), na zona Centro-Sul, para destacar as orientações de planejamento das aulas e também o funcionamento das escolas para o ano letivo de 2016.

Durante a abertura do evento a subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano, destacou a meta da jornada para 2016, que é ‘Aluno Alfabetizado, garantia de sucesso: um compromisso de todos’.

“Nós queremos dar esse destaque à garantia do direito de aprendizagem dos nossos alunos, que é a leitura e a escrita em todos os níveis de ensino. Queremos que os alunos leiam, escrevam e tenham conhecimento básico de matemática desde o primeiro ano do Ensino Fundamental até o Ensino de Jovens e Adultos. Essa vai ser a meta buscada por todos os educadores da rede municipal de ensino”, enfatizou Euzeni.

Jornada Pedagógica. DDPM. Fotos Cleomir (1)A gerente pedagógica da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Rural, Marilene Gomes, orientou professores e gestores sobre os pontos principais que deverão ser trabalhados durante o ano letivo.

“Foram tratados assuntos e questões administrativas para a divisão distrital para 2016. Conversamos sobre a parte pedagógica, como calendário, ajuste na parte de currículo, além da parte de infraestrutura, com relação ao transporte de alunos e de professores. São questões de organização técnico-administrativas que serão trabalhadas nesses dois dias de encontro”, relatou.

Uma novidade para os professores de escolas da área do Rio Negro é o baixo nível do rio nesse período. Os professores destacaram que precisa ser feita uma programação para os alunos que moram mais distantes, e que estão inacessíveis por conta da seca, não sejam prejudicados.

O professor Juarez Prado, da Escola Municipal Mário Palmério, localizada na comunidade Paraná do Chita, também ressaltou a seca e a importância do encontro da Jornada Pedagógica.

Jornada Pedagógica. DDPM. Fotos Cleomir (3)“É bom para tirar dúvidas, colocar algumas questões que podem melhorar e estamos para contribuir. O ensino do interior é uma outra realidade do ensino urbano, um exemplo disse é que não se pensava na seca no mês de janeiro. É uma coisa nova e tem comunidade que não tem acesso. Então, temos que ter essa conversa para saber como será feito na volta às aulas”, destacou.

O início do ano letivo das 29 escolas da Zona Ribeirinha no Rio Negro é na próxima sexta-feira, 8. Também acontecerão aulas aos sábados para cumprir os 200 dias letivos dessas escolas, que possuem calendário diferenciado, por conta cheia e da vazante do rio.

TEXTO: João Pedro Figueiredo
FOTOS: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054