07/08/12 | 7:24
Inclusão Digital chega ao Bairro da Paz.

Duas Escolas Municipais: João Alfredo e Nossa Senhora da Paz localizadas no Bairro da Paz, Zona Centro-Oeste de Manaus foram contempladas nesta sexta-feira, (3), com os telecentros – unidades tecnológicas que estão sendo implementadas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação em parceria com a Prefeitura de Manaus.

Em seu discurso de inauguração, o Secretário Municipal de Educação, Mauro Lippi, além de falar dos benefícios do Telecentro destacou algumas obras e recursos que serão efetivados pela secretaria até o final deste ano.

“Hoje vamos inaugurar o 115° e 116° telecentros e até o final do ano entregaremos 219 unidades em escolas municipais. Desejamos que os nossos alunos utilizem muito bem este recurso. Ainda este ano entregaremos quatro creches e a reforma de 62 escolas, além das escolas receberem para os alunos 8 mil computadores, lousas digitais, material do PESC, dentre outros”, destacou o Secretário.

De acordo com o gestor da Escola João Alfredo, Carlos Augusto, o telecentro veio para fechar o pacote de ferramentas tecnológicas da escola.

“Já temos implantado em nossa escola o projeto Um Computador por Aluno (UCA) e o Sistema Aprende Brasil, o telecentro veio para fechar esse pacote de benefícios. É um presente para a comunidade, uma verdadeira inclusão digital, é o início do processo que vai inseri-los na era digital”, destacou o gestor.

Para a Coordenadora do Telecentro da Escola João Alfredo, Ymira Sena, o telecentro tem uma proposta muito interessante que é inserir a população no meio da informação virtual. “Além de auxiliar os professores em uma nova metodologia de ensino e planejamento de aulas dinâmicas. O telecentro vai oferecer conteúdos seguros de pesquisa e realizações de trabalhos escolares”, afirmou a coordenadora.

A aluna do 9° ano, Driely Nataly, 14, acredita que os alunos aprenderão agora de uma forma mais dinâmica.

“Para os alunos aprenderem vai ser mais interativo. A internet nos ajuda a pesquisar nossos trabalhos escolares, além de podermos nos comunicar com pessoas de outros lugares. Também ajudará a reforçar o conteúdo ministrado pelos professores em sala de aula”, afirmou a aluna.

Na Escola Mul. Nossa Senhora da Paz 833 alunos do 1° ao 5° ano, Programa de Aceleração da Aprendizagem, Sala de Recursos Multifuncional e Educação de Jovens e Adultos serão beneficiados com a nova ferramenta.

“Todos estavam ansiosos pela entrega do telecentro. Uma ótima ferramenta que eles terão acesso à internet para fazer suas pesquisas. É o início do futuro. Para uma escola que nunca tinha sido reformada (desde sua construção em 2004) e ganhou este ano a sua reforma completa e agora o telecentro, mais um atrativo para os alunos se motivarem no ambiente escolar, só temos a agradecer”, enfatizou o gestor da Escola Nossa Senhora da Paz, Cristiano da Silva Vasconcelos.

A Escola trabalha com os projetos “Alunos Monitores” do Programa Agenda Ambiental, Mais Educação, Escola Acessível e Teatro –Escola “Educação na Escola” coordenada pela professora do 4° ano Vanda Cabral em parceria com o Prof. Rafael Brito . Na inauguração eles apresentaram com os alunos a peça “Novos Rumos da Educação” falando sobre os benefícios presentes nas escolas municipais.

O Coordenador da Escola Nossa Senhora da Paz, Rômulo Romero Ribeiro, acredita que quanto mais cedo os alunos entrarem em contato com a tecnologia será melhor para o seu desenvolvimento. “Muitas vezes os alunos sabem até mais do que nós, estamos aqui somente para direcionar da melhor maneira possível os estudos e os recursos para contribuir da melhor maneira para a formação dos alunos. A comunidade será beneficiada até mesmo com o sinal wireless que abrange o raio de até 400 metros nas redondezas da escola”, explicou o Coordenador.

O aluno do 5° ano da Escola Nossa Senhora da Paz, Salomão da Silva, 10, vê o telecentro como uma fonte de pesquisa na escola na qual poderá realizar seus trabalhos escolares.

O prof. de Educação Fisíca e Coordenador do Projeto “Alunos Monitores”, Marcondes Moura de Oliveira, explica como funciona o projeto e afirma que os alunos também ajudarão na preservação do patrimônio do telecentro.

“Nós temos como lema “Disciplina e Ordem” na qual os agentes ambientais (alunos) na hora do recreio ajudam na sensibilização, conscientização e preservação do patrimônio escolar, inclusive do telecentro que estamos recebendo hoje. Eles auxiliam ainda os professores na formação de filas, a manter o silêncio, dentre outros. Tem como pré-requisitos ter boas notas, ser assíduo, devidamente fardado e bom comportamento”, declarou o professor.