08/07/11 | 14:23
Inauguração da Escola Municipal Eliana Socorro Pacheco

Emoção e apelo pela preservação da escola marcaram a inauguração de mais escola da rede municipal de ensino. Na tarde de ontem (07), os moradores do Bairro Santa Inês, Zona Leste, receberam da Prefeitura a Escola Municipal Eliana Socorro Pacheco.

Eliana Pacheco era professora e dedicou toda a sua vida ao magistério. Ela estava entre as vítimas de um acidente aéreo em maio de 2010, como o avião que transportava funcionários da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) ao interior do Amazonas.

Na solenidade de abertura da escola estiveram presentes comunitários e amigos e familiares da homenageada. Em seu discurso, o Secretário Mauro Lippi lembrou que a professora Eliana foi responsável pela união entre os professores da Seduc e Semed em um ato de inauguração.

“Com essa, estamos entregando hoje 229 escolas entre inauguradas, reformadas e ampliadas. Isso é um marco maravilhoso para educação no município de Manaus. Não existe momento mais glorioso do que este, sobretudo para esta escola que tem como mérito o empréstimo de um nome que dignifica a classe dos professores, que é a professora Eliana Pacheco”, ressaltou.

Amiga de longa data da homenageada a Diretora da Escola Municipal Francisca Mendes, Tereza Picanço, lembrou que a professora Eliana morreu trabalhando pela melhoria da educação no estado.

“Ela não morreu dentro de nós educadores. Ela deixou marcas da vivencia de como educar com humildade”, falou emocionada.

Estrutura

A escola tem 14 salas climatizadas, laboratório de informática com 15 computadores, biblioteca com acervo do Programa Nacional de Biblioteca Escolar, e vai atender 840 alunos entre educação infantil e 1º ao 5º ano. A nova unidade de ensino vai suprir a demanda de alunos no Bairro Santa Inês.

“Eu estou muito feliz pela inauguração dessa escola. Nós não tínhamos opção. Ano passado minha filha estudou na Cidade Nova e eu moro aqui no bairro. Com certeza essa escola para nossa comunidade é um grande presente que o Prefeito nos dá”, falou Liliane da Silva, mãe da pequena Aline, 7, que vai fazer o 2º ano na nova escola.

“A escola está muito bonita. Tanto que os moradores perguntavam se era uma escola particular. A estrutura é ótima, o pátio é bem amplo o que vai possibilitar as aulas de educação física”, afirmou a Diretora da Escola Rossana Agahnejad.

Apelo

Durante a inauguração foi apresentada uma peça com fantoches onde os alunos estimulavam os colegas a conservarem a estrutura da escola.  “Devemos preservar a escola”. “A escola é um bem nosso”, foi um dos apelos feitos.