08/04/15 | 18:58
Gestores tiram dúvidas sobre o Procert durante reunião

Gestores das Divisões Distritais Zonais (DDZs) 1, 2, 3 e 6 participaram de reunião, nesta quarta-feira, 8, para esclarecimento de dúvidas sobre o Programa Municipal de Certificação e Composição de Banco de Diretores para Unidades de Ensino da Rede Pública Municipal de Manaus (Procert). Nesta quinta-feira, 9, os diretores das DDZs 4 e 5 participarão da reunião e, na próxima segunda-feira, 13, será com a DDZ 7.
A secretária da Semed, Kátia Schweickardt, junto com o subsecretário de Administração e Finanças, Luís Fabian Barbosa, esclareceram as principais dúvidas dos gestores.
O Procert tem como objetivo certificar professores e pedagogos efetivos da Semed, que têm interesse em se tornar gestores no futuro, por meio da criação de um Banco de Gestores certificados. O processo visa, também, certificar o gestor que já está atuando no cargo e que tenha interesse de participar do processo para que passe por novas formações.
A secretária da Semed informou que serão acatadas as sugestões levantadas pelos gestores durante as reuniões e que pode haver mudanças no edital e em datas da prova, mas que o processo de certificação para gestores será mantido.
“Acho que há uma incompreensão em relação ao que significa certificação. Tenho a impressão de que muitos gestores estão entendendo esse processo, que é uma conquista dos professores gestores, dos administradores das escolas, como uma ameaça, quando na verdade isso é o que deve ser perseguido por todos os gestores, que eles passem a ser reconhecidos como tal por mérito. O processo de certificação visa isso, visa a seleção de gestores por mérito. Eles estão muito preocupados com o meio, não se sentiram muito à vontade com a construção do processo, dizem que há inconsistência no edital, tudo isso a gente pode ajustar, podemos retificar o edital, podemos contratar uma empresa isenta para fazer e aplicar a prova, podemos adiar a data, mas não podemos dizer que não queremos a certificação. Não é só por uma exigência do banco de diretores, acho que é um direito dos gestores passarem a ser reconhecidos pelo mérito, pela sua competência. Experiência conta muito, mas formação, conhecimento da legislação é importante também”, informou Schweickardt.
Ainda de acordo com a secretária, permanece a data das inscrições para o processo. Enquanto as datas das provas serão aguardadas, as posições dos gestores sobre um novo calendário e propostas de possíveis mudanças no edital. Todas as sugestões serão analisadas pela comissão do Procert, junto com a secretária da Semed, para que sejam tomadas todas as medidas cabíveis.
Como foi ressaltado pelo subsecretário, Luís Fabian Barbosa, a seleção e processo de certificação não se constituem em concurso público e, portanto, não asseguram ao candidato direito à ocupação ou nomeação na função de gestor. Os aprovados comporão um Banco de Gestores e devem assumir o cargo apenas quando houver vacância.
“Os candidatos a novos gestores não são concorrentes de quem já é gestor. Eles não vão tomar a vaga de ninguém. Eles só assumem em caso de vacância e, se houver essa vaga, eles não serão chamados por uma lista ou por uma classificação, que não existe. Ocupará o cargo de gestor quem a secretária de Educação achar que deve assumir, a questão é que ele vai escolher aqueles candidatos que foram certificados e estarão aptos para assumir uma função como esta”, explicou aos gestores.
Conforme publicado no Diário Oficial do Município (DOM) n° 3621, do dia 1° de abril, os interessados terão até o dia 10 de abril para se inscrever. As inscrições deverão ser feitas pelo site da Semed: www.semed.am.gov.br, no link do Procert.


TEXTO: João Pedro Figueiredo
FOTOS: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054