19/06/17 | 12:41
Escolas reforçam ensino da matemática na rede municipal de por meio da plataforma Khan Academy

Com um mês de funcionamento, três escolas já atingiram a meta de utilizar integralmente os recursos oferecidos pela plataforma educacional Khan Academy, um site que oferece duas mil videoaulas, 300 mil exercícios de matemática e quatro milhões de exercícios, dando ao professor a possibilidade de tornar as aulas mais atrativas, auxiliando no processo de ensino e aprendizagem.

O uso da plataforma faz parte de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Fundação Lemann, instituição sem fins lucrativos de São Paulo, que leva a Khan Academy a escolas públicas para 400 países, formando professores para utilizarem a plataforma em seu dia a dia com seus alunos.

Neste primeiro momento, 64 escolas utilizam o mecanismo, beneficiando aproximadamente sete mil alunos. A meta é que 80% dos alunos de cada unidade escolar utilize os exercícios e tenha, ao menos 1 hora aula por semana dedicada ao uso da ferramenta. Os alunos têm a disposição uma série gratuita de conteúdos interativos de matemática.

As unidades que bateram a meta foram as Escolas Municipais Waldir Garcia, no bairro São Geraldo, zona Centro Sul, Tereza Rosa Aguiar Abtibol, no bairro São Francisco e José Carlos Martins Mestrinho, situada no Parque Dez de Novembro, ambas na zona Sul.

A Formadora da Fundação Lemann, que acompanha as três unidades, Liliane Caria, ressalta que o grande diferencial da plataforma Khan Academy é que ela dá autonomia ao aluno e torna o ensino da matemática muito mais dinâmico.

“A ferramenta é um divisor de aguas no ensino da matemática. Ela estimula a autonomia dos jovens, o interesse pela matemática e o mais interessante, a plataforma oferece um ensino personalizado e dinâmico, porque o aluno só tem acesso a outros conteúdos à medida que é o sistema identifica que o estudante compreendeu o assunto anterior”, explicou.

Há mais ou menos um mês, 50 alunos do 4º ano do Ensino Fundamental da escola José Carlos Martins Mestrinho utilizam a ferramenta em horários e dias alternados. Na unidade, o uso da plataforma está fazendo a diferença na aprendizagem e no trabalho dos professores, como relatou a educadora de Ensino Fundamental, Manuela Ramos Paes.

“A plataforma tem ajudado muito na compressão de conteúdos, como as quatro operações e formas geométricas e no interesse do estudo da matemática. Outra coisa que é bem notório é que, a partir da plataforma, os alunos estão conseguindo correlacionar os conteúdos dados em sala de aula e ter outra visão sobre a disciplina”, falou.

A Khan Academy é divida em fundamentos da matemática e por ano de ensino, assuntos com geometria, as quatros operações, raciocino logico, são trabalhados de uma forma bem prática. Isso torna o ensino da disciplina inovador, interessante e fora dos moldes normais de sala de aula.

Para a aluna Lorena Castro Mendonça, do 4º ano, a plataforma é interessante porque ajuda o aluno a estudar a matemática de uma forma prazerosa e divertida. “A plataforma é muito legal porque podemos aprender a matemática brincando, por meio de figuras, jogos, vídeos e de um jeito bem fácil. Isso me encantou e faz que a cada dia eu goste mais de utilizá-la”.

Tecnologias utilizadas na Semed

O uso das tecnologias é uma realidade dentro das 490 unidades ensino da Semed nas zonas urbana e rural de Manaus. Dentro dos recursos estão uma serie de aparatos tecnológicos, projetos e ações que complementam o conteúdo aplicado pelos professores em sala de aula e que auxiliam no desenvolvimento e na aprendizagem dos alunos.

Os recursos disponíveis nas escolas são divididos conforme demanda dos professores. Atualmente 54 Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) possuem Mesas Educacionais Mundo das Descobertas (MDD), 54 escolas trabalham com as Mesas Educacionais Alfabeto, recurso que está disponível na rede desde 2008. O laboratório do Programa Um Computador o Programa Um Computador por Aluno (Prouca), na rede desde 2010/2012, é utilizado por 166 escolas.

Os conteúdos tecnológicos utilizados na rede municipal de Educação são administrados pela Gerência de Tecnologia Educacional (GTE), da Semed, que busca atuar como centro de demonstração e experimentação em tecnologias educacional, realizando assessoramento técnico e pedagógico para atividades com tecnologias interativas nas escolas e incentivando e orientando o desenvolvimento de trabalhos e pesquisas que busquem a criação de novas formas de uso do computador como recurso pedagógico no processo de aprendizagem.

Segundo a chefe do GTE, Aldemira Câmara, todas as 490 unidades de ensino possuem algum tipo de recurso tecnológico que podem ser usados com ou sem internet. Segundo Aldemira Câmara o busca incessante da secretaria é oferecer suporte tecnológico para elas tornem o ensino mais dinâmico e de acordo a exigência educacional que aborda a importância de trabalhar com a realidade do aluno do século 21.

“Estes recursos motivadores tornam as aulas mais dinâmicas, porque mudam aquela forma tradicional do professor dar aula, faz o aluno trocar o caderno por um software para escrever ou ler um texto, por exemplo. Fazendo o estudante ter a curiosidade e o interesse por conteúdos com matemática e português, utilizando recursos tecnológicos como computadores, tabletes e notebooks”, disse.

Sobre o uso da Plataforma Khan Academy, Aldemira disse que a secretaria está trabalhando para melhorar a estrutura e suporte técnico para ampliar o uso da ferramenta para mais unidades e, consequentemente. “A ideia é que mais e mais escolas possam usar a plataforma. Para isso estamos trabalhando para dar as condições necessárias”, explicou.

 

Texto: Emerson Felipe
Fotos:
Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054