18/05/18 | 9:34
Escolas realizam aula diferente com brincadeiras pedagógicas em ação global

Uma aula fora dos  moldes tradicionais, com brincadeiras pedagógicas, uma sala de aula diferente, criatividade e formas de reaproveitamento do material plástico . Este foi o cenário do evento “Dia de Aprender Brincando”, realizado durante esta quinta-feira, 17/5, em 16 unidades da rede pública municipal de ensino, envolvendo três mil estudantes da rede.

As atividades foram baseadas em uma campanha global, que aconteceu em vários países e que busca celebrar e inspirar o aprendizado e as brincadeiras ao ar livre. Uma das unidades participantes foi a Escola Municipal Percília do  Nascimento Souza, no Bairro Compensa, zona Oeste.

A proposta da escola foi mudar o jeito tradicional de ensinar, envolvendo todos os alunos da escola em atividades pedagógicas atrativas e diferentes das usadas diariamente, segundo a gestora da unidade Silvana Costa. “A atividade teve a finalidade de desenvolver outros espaços além da sala de aula e trabalhar  diversas habilidades, como concentração, raciocínio lógico, a linguagem oral, a arte, educação física”.

Ela acrescentou que o evento serviu, também,  para  aumentar a participação dos pais no ambiente escolar e, ao mesmo tempo ensina-los  a  orientar seus filhos sobre questões como o meio ambiente, com atitudes práticas.

Segundo a professora do 1º ano do Ensino Fundamental, Sony Lima, a atividade é importante porque faz a criança absorver conhecimento de um jeito mais  prazeroso. “Uma criança que aprende de forma lúdica, se desenvolve mais rápido do que uma criança aprende na tradicional, sentada, só copiado do quadro, só reproduzindo o que a já está pronto”.

Oficinas

Todas as brincadeiras estavam inseridas em oficinas temáticas. Nelas, os alunos podiam  confeccionar objetos, pintar, desenhar,  jogar.   Dentre as oficinas haviam as de desenho livre;  massinha,  realizada com auxílio do App Studio Stop motion, que permite a criação de um vídeo lúdico; origami e de reaproveitamento de produtos sólidos, que dava a possibilidade dos alunos criarem brinquedos e objetos ambientais com objetos descartáveis.

Atividade envolveu mais de 500 alunos, do 1º  ao 5º  ano do Ensino Fundamental, com idade entre 6 a 10 anos de idade. Umas das alunas foi Sara Raquel Carvalho, 10, do 5º ano, que falou sobre o evento. “Achei legal a atividade, porque aprendi de uma forma mais leve, diferente de todos outros dias”.

 

Texto: Emerson Santos

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054