09/12/14 | 17:09
Escolas municipais participam do encerramento do Projeto Salve o Mindu 2014

Dez escolas, com cinco mil alunos, da rede municipal participaram da última edição do Projeto Salve o Mindu de 2014, nesta terça-feira, 9. Eles desenvolveram atividades culturais com foco na conscientização sobre a importância de preservar o meio ambiente.

O projeto é uma parceria entre a Semed e o Grupo Imbaúba e utiliza teatro, música, dança e poesia. A edição desta terça-feira foi na Escola Municipal Waldir Garcia, no bairro São Geraldo, zona Centro-Sul. O local foi escolhido por ficar próximo à foz do igarapé.

“O Salve o Mindu veio, simbolicamente, descendo desde a nascente até a sua foz, que é aqui em frente ao Waldir Garcia. O projeto conseguiu atingir o objetivo proposto, já que a educação ambiental foi trabalhada em todas as dez escolas de forma pedagógica. Então foi a união de cultura e educação em prol da preservação do igarapé do Mindu”, explicou André Soledade da Semed, coordenador do Salve o Mindu.

A pequena Dâmaris Pereira, do 5º ano, contou que tem ensinado os colegas e familiares a importância de cuidar da natureza. “Eu aprendi muita coisa durante o projeto e a principal é que não podemos poluir o rio, mas sim incentivar outras pessoas a não poluírem, porque o igarapé é uma parte do meio ambiente que também deve ser preservada. Nós devemos preservar, cuidar e zelar para que, se Deus quiser, futuramente, possamos ter um igarapé limpo como um dia foi desfrutado no passado”, disse.

O poeta e compositor Celdo Braga participou do evento e junto ao Grupo Imbaúba, cantou músicas que expressam a natureza amazônica. Entusiasta das causas ambientais, ele afirmou acreditar na recuperação do Mindu.

“O projeto tem a intenção de alcançar três estágios. O primeiro, que é este aqui, é a conscientização do entorno do igarapé. O segundo vai ser a conscientização política, junto às autoridades que têm ligação com as questões ambientais, e o terceiro é, de fato, se Deus quiser, a recuperação desde a nascente até a foz do igarapé”, disse.

Apresentações

Durante o encerramento do Projeto Salve o Mindu, os trabalhos desenvolvidos em todo o ano letivo na escola foram apresentados. Os alunos do 4º e 5º anos encenaram a peça “O mágico de Oz e os amigos do Mindu”, onde ensinaram a força que a conscientização ambiental tem na mudança de atitude das pessoas.

O momento mais esperado foi o musical ‘O canoeiro’, no qual estudantes do Programa da Aceleração da Aprendizagem (PAA) retrataram a vida do caboclo do interior e sua relação intima com a natureza.

No Teatro

Os trabalhos mais destacados durante o ano de 2014 no Projeto Salve o Mindu farão parte de uma apresentação especial no Teatro Amazonas. O evento, segundo o coordenador do Projeto André Soledade, é programado para o início do ano letivo de 2015, em fevereiro. “O evento no Teatro Amazonas é para juntar as pérolas do Salve o Mindu. Crianças que cantam ou que sabem declamar poemas estarão presentes, mostrando suas desenvolturas em prol da preservação do igarapé do Mindu”, explicou Soledade.

TEXTO: Thiago Botelho / FOTOS: Lton Santos

Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom)

(92) 3625 6908 / 3625 6921 / 3625 6844