31/07/18 | 16:48
Escolas Municipais da Colônia Antônio Aleixo recebem palestra de Combate ao Tráfico de Pessoas

Alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, das Escolas Municipais Nossa Senhora das Graças e Violeta de Matos Areosa, na Colônia Antônio Aleixo, zona Leste, assistiram nesta terça-feira, 31/7, a palestra ‘Tráfico de Pessoas’. A programação faz parte da Campanha Coração Azul 2018, que segue até esta sexta-feira, 3/8.

A campanha está sendo realizada na rede pública de ensino, locais públicos, em aeroportos, estações rodoviárias, entre outros locais. O movimento conta com a participação de vários órgãos públicos, como a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), Câmara Municipal de Manaus (CMM), entre outros.

Segundo a organização da campanha, o Coração Azul representa a tristeza das vítimas do tráfico de pessoas e nos lembra da insensibilidade daqueles que compram e vendem outros seres humanos. O uso da cor azul das Nações Unidas também demonstra o compromisso da Organização com a luta contra esse crime que atenta contra a dignidade humana.

Uma iniciativa de conscientização para lutar contra o trafico de pessoas e seu impacto na sociedade. A campanha Coração Azul busca encorajar a participação em massa e servir de inspiração para medidas que ajudem a acabar com o trafico de pessoas.

A assessora técnica da Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Sandra Linéia, considera fundamental a palestra para os alunos, porque o bairro tem indicadores sobre a temática.

“Mapeamos as escolas e essa região. Nós tivemos registros em 2016 de casos de crianças na companhia de outras famílias, sem que estivessem legalmente responsáveis. Foi identificado esse tipo de ação pela escola. Isso é uma preocupação da Semed, com relação à defesa e proteção dessas crianças”, comentou.

Segundo a gerente de Migração, Refúgio, Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo da Sejusc, Maria José de Oliveira Ramos, a programação visa orientar esse público sobre esse perigo, por isso, o trabalho também é realizado com os alunos da rede pública.

“O crime do tráfico humano só está abaixo do tráfico de drogas e armas, movimenta entorno de 32 bilhões de dólares. O objetivo dessa campanha é levar informações para população, chamar a atenção para esse crime que está presente, mas por ser um crime invisível é difícil identificar e denunciar”, explicou.

Com tema “Trafico de Pessoas”, uma das articuladoras da Rede Um Grito Pela Vida na região Norte, entidade ligado a Arquidiocese de Manaus, Rose Bertoldo, ressaltou a importância da temática para os alunos, da Escola Municipal Nossa Senhora das Graças.

“Conversar e dialogar com crianças e adolescentes é de fundamental importância, porque infelizmente os jovens hoje são os mais vulneráveis, acabam sendo presas fáceis. Precisamos alertar também sobre a exploração sexual, trabalho escravo, servidão doméstica, retirada de órgãos, adoção irregular, casamento servil e atividade ilícita, enfim, tem crescido muito”, disse.

Já familiarizada com a temática, a aluna do 9º ano, Greyciane Costa Machado, 14, disse que apreendeu mais ainda sobre o assunto. Para ela, todos precisam ter cuidado com  pessoas quem ainda não conhecem.

“Em nossa idade, não vemos muita maldade nas pessoas, principalmente quando vêm oferecendo algo que queremos muito e depois pode se tornar um pesadelo. É muito importante a palestra, não se pode confiar em qualquer um. A pessoa pode ser enganada facilmente, mas graças a Deus tenho meus pais sempre perto de mim”, finalizou.

 

Texto e Fotos: Paulo Rogério Veiga

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054