19/03/15 | 13:26
Escolas da zona leste recebem menção honrosa durante Seminário de Boas Práticas

Os mais de 140 gestores de escolas da zona leste de Manaus participaram, nesta quarta-feira, 18, do 1° Seminário de Boas Práticas de Gestão Escolar. Pela parte da manhã, os 71 diretores da Divisão Distrital Zonal Leste 1 (DDZ 5) participaram do evento, no auditório do Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cemeja) Samuel Benchimol. Na oportunidade, a Escola Municipal Júlia Barjona Labre recebeu menção honrosa pelo terceiro melhor resultado na Avaliação de Desempenho do Estudante (ADE), do quarto bimestre de 2014.

Foram três trabalhos exitosos apresentados. O de recuperação de notas dos alunos da Escola Maria Rodrigues Tapajós; a atratividade das aulas, que obteve sucesso na Escola Vila da Felicidade e por fim, a ação de atrair os pais para dentro do ambiente escolar desenvolvida pela Escola Roberto Ruiz Hernandez.

De acordo com a chefe da DDZ Leste 1, Renata Seabra, o seminário serviu para que os gestores trocassem experiências, além de ser uma ferramenta de valorização das ações exitosas das escolas.

“O Seminário de Boas Práticas é uma proposta de valorizar e ressaltar as atividades positivas das escolas. Nós estamos investindo na gestão escolar e hoje, com esse seminário, nós abrimos uma nova fase onde as boas ações executadas por nossos gestores passam a ser padronizadas nas escolas. Então, essas boas práticas passam também a ser disseminadas para que outras escolas possam utilizar tal ação ou criar algo novo baseado nela”, disse.

A diretora Alzenice Lopes Meirelles, da Escola Maria Rodrigues foi uma das palestrantes. Ela explicou a estratégia da unidade de ensino de alavancar as notas dos estudantes. Segundo a gestora, em 2013, somente 14 alunos que tiveram notas abaixo da média no primeiro bimestre conseguiram recuperar o aprendizado e obtiveram êxito no restante do ano letivo. Diante deste cenário, foi criada uma metodologia de recuperação do conteúdo, por meio de aulas de reforço.

“Nós tivemos um aumento de 2604% em relação a recuperação de alunos. Em 2013, apenas 14 alunos conseguiram recuperar as notas e em 2014, 162 alunos. Nós detectamos a deficiência no aprendizado, chamamos os pais para próximo de nós e montamos uma estratégia de ação individual com cada estudante, dando reforço escolar”, explicou.

Já o diretor da Escola Municipal Vila da Felicidade, Francisco Salles, apresentou as aulas atrativas, onde os professores gravam o conteúdo explicado em sala de aula e utilizam ferramentas tecnológicas para ministrar os conteúdos. A ideia, segundo ele, faz o docente se sentir valorizado e consequentemente transforma a aula em um momento mais prazeroso.

“Os alunos não estavam muito satisfeitos com os recursos adotados em sala de aula. Reunimos os professores e criamos estratégias para fazer a aula atrativa, com utilização de recursos tecnológicos e materiais didáticos diferenciados. E começamos, também, a registrar essas aulas por meio de fotos e vídeos. Isso motivou os professores”, falou.

Em 2013, a Escola Municipal Roberto Ruiz, promovia reuniões e poucos pais participavam. Segundo Deuzuita Cardoso, a situação incomodava, uma vez que o auxilio dos pais é essencial no desenvolvimento do estudante. Para mudar essa realidade, foram organizados eventos para atraí-los para o ambiente escolar.

“Fizemos brechós, distribuição de cestas básicas e brindes. Isso tudo feito pela equipe de professores. Isso foi uma ação que deu tão bom resultado que em hoje nós temos 147 alunos com a presença de 127 pais nas reuniões. Isso significa que 87% dos pais da nossa escola acompanham o dia a dia dos seus filhos”, afirmou.

‘Atratividade das aulas’, ‘Reforço Escolar’ e ‘Relação dos pais com a escola’ foram os temas abordados por gestores da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Leste 2, na tarde desta quarta-feira, 18, durante o 1º Seminário de Boas Práticas, realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). O evento ocorreu no auditório da Associação para o Desenvolvimento Coesivo da Amazônia (Adcam), localizado no bairro São Jose, zona Leste.

 

 DDZ Leste 2 foi certificada pelo maior crescimento na ADE

 

‘Atratividade das aulas’, ‘Reforço Escolar’ e ‘Relação dos pais com a escola’ foram os temas abordados por gestores da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Leste 2, na tarde desta quarta-feira, 18, durante o 1º Seminário de Boas Práticas, realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). O evento ocorreu no auditório da Associação para o Desenvolvimento Coesivo da Amazônia (Adcam), localizado no bairro São Jose, zona Leste.

Durante o evento, as escolas municipais São Sebastião, Dr. Olavo Neves e Cleonice Meneses Fernandes receberam menção honrosa pelos1°, 2° e 3° maiores crescimentos, respectivamente, na ADE do quarto bimestre de 2014. A DDZ Leste também recebeu duas menções honrosas, a primeira pelo melhor resultado na ADE do quarto bimestre e a segunda por acumular o maior crescimento desde a avaliação diagnóstica (realizada no primeiro bimestre) até a última ADE realizada, em 2014.

O secretário Municipal de Educação, Humberto Michiles, contou que se sentiu orgulhoso com os trabalhos apresentados pelos gestores durante a semana e pela apresentação dos gestores da DDZ Leste 2, que foi a penúltima divisão a realizar o seminário.

“Estou orgulhoso com o trabalho que está sendo realizado e apresentado durante o seminário, as palestras mostram a troca de experiência com boas práticas realizadas nas escolas e mostra o comprometimento dos nossos profissionais com a educação. Apesar das dificuldades do dia a dia, os educadores conseguem ter o domínio da escola, conseguem fazer um ótimo trabalho e isso ajuda a melhorar a educação”, informou.

Chefe da DDZ Leste 2, Socorro Duarte, abriu o seminário conversando com os gestores sobre o tema ‘A cientificidade do fazer do gestor escolar nos aspectos: pedagógico, técnico e pessoal’. De acordo com ela, para se obter um bom resultado na escola o gestor deve seguir três orientações básicas.

“Para que o gestor tenha uma gestão de resultados, ele tem que seguir um tripé básico com: Bom Gerenciamento; Bom Conhecimento Técnico da Legislação, tudo que envolve orientações para o ensino aprendizagem das crianças e o Lado Pessoal, com a inteligência emocional que todo líder deve ter para motivar o grupo a realizar um trabalho que possa se obter um bom resultado, alcançando as metas propostas para cada unidade de ensino”, relatou.

A gestora Janeide Alexandre Dantas, da Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, falou sobre a Atratividade das Aulas, destacando a implementação da metodologia Gide, do Instituto Aquila, que deu a possibilidade de se fazer um melhor planejamento para a preparação de aulas atrativas para os alunos. A gestora Rossana Agahndjad, da Escola Municipal Eliana Pacheco, palestrou sobre o tema da Recuperação Escolar, onde abordou as dificuldades vividas pelo lado social dos familiares dos alunos e da superação de conseguir trabalhar os programas escolares para garantir um reforço escolar paralelo e ter melhores resultado dos alunos. O gestor Domingos Sávio, da Escola Municipal Edinir Teles, relatou a experiência bem sucedida com a aproximação dos pais com as atividades na escola.

“Acredito que a nossa principal estratégia é a acolhida diária que nós temos com os pais dos alunos, nos reunimos na quadra não para levar o lado negativo dos alunos, não que deixemos isso de lado, mas procuramos trabalhar questões de ensino aprendizagem, focados no resultado positivo, de como a família pode participar deste processo. Acredito que o acompanhamento frequente traz um bom resultado e se precisar eu ligo para o pai, tem nossas redes sociais, entre outras atividades. Acredito que esta boa prática, que foi destaque na nossa escola, possa ser levada para outras unidades, que já fazem um bom trabalho neste sentido”, contou.


TEXTO: Thiago Botelho e João Pedro Figueiredo

FOTOS: Cleomir Santos e Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054