08/04/12 | 14:47
Escola Municipal Themístocles Gadelha realiza 1ª Virada Cultural

Alunos e comunitários participaram das atividades que começou às 15h de sábado (07) e terminou às 7h de domingo (08). A atividade faz parte do Programa Escola Aberta (PEA).
Mais de 16h de atividades culturais e esportivas. Assim foi a comemoração de Páscoa dos alunos e comunitários do entorno da Escola Municipal Themístocles Gadelha, no bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. É que no local foi realizada, no último sábado (07), a 1ª Virada Cultural do Programa Escola Aberta (PEA). Ao todo, 600 pessoas participaram do evento. No período da tarde as atividades foram voltadas para as crianças e de noite para jovens de 13 a 20 anos.

O pátio da escola se transformou em um verdadeiro parque de diversões, com: mesas de ping-pong, xadrez, cinema e uma pista de sabão onde foram realizadas gincanas. No ginásio aconteceu  também o futsal dos pequenos.  As crianças se divertiam sob os cuidados dos monitores do PEA.

O pequeno Kauan Medonça, 5, é aluno da escola e era um dos mais empolgados. Ele participou de todas as atividades, mas quando foi questionado de qual gostou mais, foi enfático na resposta.

“Eu gostei mais de assistir desenho”, disse o aluno.

Segundo o Coordenador da Escola Aberta na Escola Themístocles Gadelha, Edson Campos, o objetivo da Virada Cultural é promover atividades que ajudem na formação dos cidadãos do bairro Jorge Teixeira e também debater assuntos importantes para a comunidade.

“A ideia, no caso dos jovens, é tirar eles da marginalidade e das drogas, e trazê-los para um local social onde eles vão estar aprendendo assuntos importantes, como por exemplo higiene pessoal e exploração sexual. Para as crianças o objetivo é promover um ambiente de recreação e entretenimento”, explicou.

Programação dos jovens

As atividades para os jovens começaram às 19h com a acolhida dos participantes. Em seguida, foi realizado um bate-papo com os monitores onde foram debatidos os temas: higiene pessoal, o jovem no mundo virtual, estrutura familiar e exploração sexual.  Logo depois teve inicio as gincanas com torneio de futsal e ping-pong, encenações de peças teatrais, além de apresentações culturais no auditório.

Quando o sol começava a aparecer, por volta das 6h, teve uma queima de fogos de artifício, comemorando a ressurreição de Jesus Cristo. Às 6h15 os participantes fizeram uma oração e em seguida participaram de um coquetel Páscoa, regado a muito chocolate.
“Foi uma programação muito legal. Se tivesse ficado em casa, provavelmente eu ficaria a noite assistindo televisão, mas vim pra cá e tenho certeza que foi muito mais proveitoso. Voltei a ser criança de tanto que brinquei com meus colegas”, lembrou a estudante Mirtes Trajano, 17, moradora do bairro e que participou da Virada Cultural.

Pista de sabão

No refeitório da escola foi montada uma pista de sabão que foi a sensação do evento. Em um espaço de aproximadamente 15 metros quadrados a pista com obstáculos feitos de produtos recicláveis fazia a festa dos participantes.

Como o piso é liso a fórmula foi fazer espuma dentro de um tanque com sabão em pó e uma mangueira. À medida que a água enchia o tanque a espuma transbordava para a pista e inundava de alegria os participantes.

“Uma coisa simples que proporciona alegria para as crianças. Tudo é uma questão de criatividade”, afirmou o Coordenador do PEA e idealizador da pista, Edson Campos.