20/03/15 | 14:42
Escola municipal se destaca em competição nacional de robótica e busca patrocínio para próximos torneios

A equipe de robótica da Escola Municipal Profª Sônia Maria da Silva Barbosa ficou em 21º lugar na etapa nacional do Torneio de Robótica First Lego League (FLL), realizado nos últimos dias 13 e 14 deste mês, em Brasília, e agora busca patrocínio de empresas para se preparar para outras disputas. A escola concorreu com outras 59 equipes de outras escolas do Brasil e era a única pública a participar da competição.

A equipe Live Corp, sob a coordenação do professor Oswaldo Neto, foi representada pelos estudantes: Matheus Dantas, Daniel Cavalcante, Paulo Guilherme de Siqueira, Nelson Rodrigues, Ketlen Katarina, Bruna Santos, Ana Carolina Tavares e Brenda Emily Santos (tutora), que desenvolveram o Robô Educacional Interativo (REI). O robô tem como objetivo auxiliar os professores no ensino dos conteúdos em sala de aula. Ele é acoplado a uma caixa de som e possui, em seu banco de dados, perguntas sobre diversas disciplinas.

De acordo com o professor Oswaldo Neto, o torneio serviu como forma de aprendizado para ele e para os alunos, uma ve que a equipe foi a única de escola pública municipal que chegou a fase final, concorrendo a uma vaga para etapa internacional. O professor ressaltou que a equipe está aberta para receber apoio e patrocínio para participar de outros torneios.“Ficamos em 21º. Mesmo assim, acredito que o torneio foi de grande aprendizado, já que em 2014, também com 60 equipes, nós ficamos em 42º lugar, foi um salto que nós demos e esperamos continuar evoluindo. Agora estamos em busca de patrocínio para avançar cada vez mais”, informou.

O torneio foi dividido em etapas de projeto de pesquisa, desafio do robô e participação. Ainda de acordo com o coordenador da equipe, os estudantes de Manaus foram bastante elogiados pelos presentes no torneio, inclusive na apresentação em inglês para um engenheiro da Nasa.

“Nossos alunos mostraram boa preparação, foram bastante elogiados pelo engenheiro da Nasa ao apresentarem, em inglês, qual era a funcionalidade do REI. Nossa equipe teve destaque e isso serve como motivação para continuar competindo, entrando nos torneios com o objetivo de ganhar”, finalizou.

Neto destacou, ainda, que o projeto de robótica é uma atividade do programa Mais Educação na escola.

 

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Divulgação/ Oswaldo Neto

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054