12/12/18 | 9:38
Escola municipal estimula respeito à cultura das nações em espetáculo musical de Natal

Com o tema “Uma Viagem Inesquecível de Natal no Sitio do Pica Pau Amarelo”, a Escola Municipal Waldir Garcia, localizada no bairro São Geraldo, zona Centro-Sul, realizou nesta  terça-feira, 11/12, a 3ª edição do seu musical que retratou por meio da dança, coral, música e teatro como acontece e é visto o  natal no Japão, Venezuela, Haiti e no Oriente Médio.

O elenco foi composto por alunos brasileiros e estrangeiros atendidos pela unidade de ensino, além de 15 crianças acolhidas pela Casa de Apoio às Crianças Filhas de Imigrantes, da Paróquia de São Geraldo, na zona Centro-Sul, localizada nas adjacências da Waldir Garcia.

Segundo a gestora, Lúcia Cristina Cortez,  o espetáculo tem o objetivo de valorizar a pluralidade  cultural que existe no ambiente escolar, por conta do grande número de alunos haitianos e venezuelanos matriculados na unidade, parentes  de famílias  refugiadas  em Manaus depois dos abalos sísmicos que aconteceram, em 2010, no Haiti, deixando milhares de mortos e feridos, e devido à crise econômica que ainda assola a Venezuela.

Além disso, Lúcia mencionou que a atividade se trata do encerramento de um trabalho pedagógico, realizado ao longo de 2018 pelos educadores, que buscou integrar ao mesmo tempo inúmeras matérias do currículo escolar, para  ensinar  idiomas falados e particularidades de países abalados por crises inesperadas, por meio da arte.

“Com o musical,  buscamos   valorizar a pluralidade de culturas que  existem na escola, promovendo a inclusão de todos os nossos alunos, trabalhando aspectos relacionados, por exemplo, a história, geografia, a cultura e tradição  dos nossos estrangeiros. Ou seja, a ideia é envolver, incluir, valorizar e acolher o nosso público de alunos, em uma ação que envolve dança, teatro, música e coral”, explicou.

 Surgimento

 O espetáculo  nasceu em 2016 na Escola Waldir Garcia e surgiu de um trabalho  desenvolvido em outras escolas do município, desde 2011, pela  professora de teatro e coordenadora do espetáculo Kátia Rodrigues.

Na Waldir Garcia, o espetáculo é organizado também por outros educadores e conta, inclusive, com parcerias de órgãos do Estado, como Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas (SEC).

Segundo a idealizadora da peça, a professora Kátia Rodrigues, o espetáculo também tem a intenção de integrar e confraternizar as famílias dos alunos  e estimular nas crianças atendidas pela escola o interesse pela arte.

“O musical tem o objetivo de reunir as famílias e estimular a arte na vida das crianças, e desenvolver aspectos como o cognitivo e a oralidade dos alunos”, salientou.

Apresentação

O espetáculo, exibindo em duas horas, contou com público de aproximadamente 300 pessoas, entre pais, responsáveis, educadores, alunos, além de convidados. Ao longo da exibição, foram interpretadas doze canções, entoadas nas línguas inglesa, espanhola e brasileira. Os protagonistas principais foram os alunos, mas em certos momentos pais e convidados também participaram do musical, as vezes cantando ou fazendo parte do elenco do teatro. O musical contou, ainda, com um cenário personalizado e com núcleo de artistas devidamente caracterizados.  Durante a exibição, era possível ver plateia encantada com o momento.

No elenco, havia alunos de várias faixas etárias.  O personagem Pedrinho, por exemplo, foi interpretado pelo o aluno do 5° ano, Sahel Sena, 10, com descendência árabe. Segundo o estudante, que teve oportunidade de participar de outras apresentações do musical, inclusive, uma no início de 2018, no Teatro Amazonas, a 3ª edição do espetáculo foi a mais marcante que outras pelo número de artistas envolvidos e convidados.

“Essa, com certeza, foi umas das maiores apresentações que a escola já organizou, inclusive, acho que a escola fechou suas atividades com chave de ouro o ano em 2018”, definiu.

A dona de casa, Ângela Queiroz Pereira, foi umas das mães que aprovou e se encantou com a apresentação.

“Eu achei o espetáculo simplesmente maravilhoso.  A escola está de parabéns pela organização e pela mensagem de fraternidade, de respeito ao outro, de respeito a povos e nações diferentes da nossa. Parabéns mesmo”, comentou.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054