28/11/19 | 11:46
Escola municipal da zona Centro-Sul de Manaus realiza a 12ª edição do ‘Encantar-te’

Com o intuito de promover uma educação artística aos alunos do bairro da União, a escola municipal Antônio Matias Fernandes realiza há 12 anos o projeto “Encantar-te”. Na noite desta quarta-feira, 27/11, foi realizada a ação em parceria com o sarau lítero-musical “Viver é Florescer”, que ocorreu no auditório da Universidade Paulista (Unip), localizado em Flores, na zona Centro-Sul de Manaus.

As atrações deste ano foram baseadas em textos sobre Clarice Lispector, músicas do Caetano Veloso, Velha Guarda da Portela, entre outros, interpretados por estudantes da unidade de ensino. Além disso, o convidado especial foi o maestro Adelson Santos.

A secretária municipal de educação, Kátia Schweickardt, esteve presente no evento e contou que desde que chegou a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e soube da iniciativa, ficou encantada por conta do poder de transformação que o projeto tem na vida das crianças e dos jovens do bairro da União.

“Nesses cinco anos, eu vejo eles se reconhecendo como sujeitos de dignidade a partir da arte. A professora trabalha com os alunos autores, poetas e músicos, mas também comportamento e autoestima. Eles aprendem a dançar, declamar, cantar e ela tem feito um trabalho que faz o encontro entre arte e a cultura e vai passo a passo mudando a vida desses meninos no bairro da União, em consonância com a política de educação do prefeito Arthur Virgílio Neto”, comentou a secretária.

A idealizadora do evento é a professora de história Darcilene Lamego. Para ela, realizar o “Encantar-te” é apresentar para os jovens novas perspectivas em relação a própria realidade. “O Encantar-te existe há 12 anos na escola Antônio Matias. Começou pequeno envolvendo apenas um pequeno número de alunos, porque a nossa intenção era levar a arte para o convívio escolar. A arte tem o poder de tornar a pessoa mais delicada, ter um olhar mais sensível sobre a realidade”, afirmou.

Esse poder de transformação é atestado pela ex-aluna da unidade, Ana Carla Rodrigues, 15. Ela estudou por quatro anos na instituição e em todos eles participou do projeto. As transformações que aconteceram na vida dela, ela conta, foram possíveis por conta do “Encantar-te”.

“Antes eu era muito travada e quando eu cheguei e perguntei da professora se eu podia participar, ela fez eu recitar um poema e disse que eu tinha que melhorar e que ela iria me ajudar nesse processo. No meu primeiro ‘Encantar-te’ fui bem e ela sempre me encorajou. Foi muito bom porque eu não tenho medo de falar em público e estou participando porque foi um marco para mim”, contou.

Para o maestro Adelson Santos, participar do projeto é uma honra porque a escola trabalha de uma forma que faz com que os estudantes ampliem seus horizontes. “Eu já venho participando desse evento há mais de cinco anos. Eu levava a orquestra da Universidade Federal do Amazonas, a Ufam, para a escola e depois para os outros lugares onde eles iam. Essa ação é boa porque abre a mente deles, faz eles conhecerem coisas diferentes”, pontuou.

Texto – Alexandre Abreu (Semed)
Fotos – Eliton Santos (Semed)

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054