Secretaria Municipal de Educação
Acessibilidade    Fale Conosco    Mapa do Site
Manaus, 28 de outubro de 2020
-->
02/04/19 | 17:15
Escola José Tavares terá atividades na parte interna e externa da unidade durante a Semana da Literatura Amazonense

Concurso de poesia, colagem de desenhos, teatro de fantoches, além de  momentos de incentivo a leitura estão inseridos na  programação, que será realizada  até a próxima sexta-feira, 5/4, na Escola Municipal José Tavares de Macedo, localizada no Bairro Santa Luzia, zona Centro-Sul. A programação tem o objetivo de divulgar as obras da escritora Ana Peixoto e estimular a leitura por meio de uma programação diferenciada.

Segundo a gestora da unidade, Valéria da Silva Sodré, a Semana da Literatura Amazonense abre a porta do conhecimento sobre a Região Norte.

“A Semana da Literatura Amazonense é importante, pois contribui na melhora no nível de proficiência da leitura de  nossos alunos. Além disso, vale dizer que a Literatura Amazonense é riquíssima em obras literárias, que os alunos precisam  conhecer mais os autores locais, valorizar nossas riquezas culturais e entender que através da leitura é possível diversificar o vocabulário, ampliar o repertório oral, aguçar a curiosidade e  estimular o seu raciocínio”, afirmou.

A atividade, voltada a 370 alunos do 1º ao 5º do ensino fundamental faz parte da Semana da  Literatura Amazonense da rede municipal de ensino.

A programação  contará ainda com exibição de vídeos, destacando a importância do livro e reconto da história do livro ‘As frutas do meu quintal’, da escritora Ana Peixoto. O encerramento da atividade será marcado pela apresentação da Escola de Samba Mirin Instituto Reino do Amanhã, da Escola Reino Unido da Liberdade.

Busão cultural
E programação da Escola José Tavares  não para por aí,  além de  toda  ação lúdica que acontecerá no interior da unidade, os alunos terão ainda  acesso ao projeto Busão Cultural, iniciativa criada em 2017 pelo  Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), que leva um acervo de cinco mil livros, além de outras atrações, a espaços públicos na cidade.

A ação se trata de um ônibus articulado transformado em um espaço cultural, que conta com uma Biblioteca com um acervo de aproximadamente seis mil livros. A ideia do  projeto é disponibilizar as comunidades carentes um programa que incentive o gosto pela leitura e pela cultura de forma geral e contribuir para o entretenimento de jovens e idosos, que seja de fácil acesso.

Nesta terça-feira, 2/4,  os alunos da turma do 5º ano vespertino conheceram o interior do ônibus, incluindo o acervo de livros e objetos pedagógicos. Para aluna Erika Letícia Silva, de 10 anos, o momento foi inesquecível. “É a primeira vez que entro nesse ônibus e achei fenomenal. Achei parecido com uma sala de aula, mas bem melhor, é lógico. Adorei”, salientou.

Outro aluno que  visitou a unidade móvel, foi Erick Gustavo Batista, de 10 anos. Ele frisou que ônibus propicia um aprendizado lúdico.  “Achei muito legal porque aqui a gente aprende se divertindo”, comentou.

A coordenadora do projeto, a bibliotecária Edimara Melo, explicou que para escola  ter acesso ao ônibus deve procurar o representante comunitário para este solicitar o projeto Busão Cultural.

“Para as escolas terem acesso é necessário que o gestor ou  professor interessado entre em contato com o líder comunitário do em torno da escola para que seja solicitado o projeto. Ou seja, é o  líder comunitário que deve solicitar o projeto em seu bairro, por meio de um oficia. A partir daí agendamos um dia para visitar o local e confirmar a atividade com o Busão Cultural. E a ideia é beneficiar os alunos e os comunitários das proximidades das escolas”, explicou.

 

Texto: Emerson Santos
Fotos: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054