29/10/19 | 15:51
Escola da zona Sul entrega certificado para 300 estudantes por participação no Proerd Kids

Aproximadamente 300 crianças da Educação Infantil e do 1º e 2 º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Padre Mauro Fancello, localizada no São Francisco, na zona Sul de Manaus, receberam nesta terça-feira, 29/10, certificação simbólica pela participação no Programa Educacional Proteção e Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) Kids. Os pais dos estudantes também participaram da solenidade.

Essas são as primeiras turmas da escola a trabalhar com o Proerd Kids. Anteriormente a unidade já tinha recebido a versão do Proerd para alunos do 5º ano, por conta disso, este ano, foram convidados a trabalhar com as crianças mais jovens outra versão, como contou a gestora, Leslye Moutinho.

“Este ano recebemos a proposta de trabalhar com o Proerd kids e nós aderimos porque achamos interessante esse conteúdo diferente. A formatura foi organizada entre os professores e o instrutor e a partir daí solicitamos a presença dos pais para ter mais esse momento significativo para as crianças”, explicou.

A diferença dessa modalidade é que no Proerd os alunos desenvolvem habilidades que permitem evitar influências negativas em questões como às drogas e a violência. Além de promover os fatores de proteção e apesar de seguir com a mesma missão (ensinar aos estudantes habilidades para tomada de boas decisões, para ajudá-los a conduzir suas vidas de maneira segura e saudável), na versão kids, os estudantes são orientados a questões relativas a própria segurança, tanto em casa, quanto na rua e a questões relacionadas a afetividade também.

“Ele funciona por meio de uma metodologia voltada para o público infantil, através de desenhos. O aluno fala sobre o que ele viu no desenho e o instrutor vai direcionar o assunto. Nós trabalhamos com eles sobre sentimentos, que vai ajudar a identificar diversas situações, trabalhamos com segurança dentro de casa, onde mostramos os números de emergência e como devem agir, abordamos a segurança fora de casa e por último sobre segurança pessoal”, explicou o Sargento André de Menezes, que foi o instrutor na unidade escolar, elee acrescentou  ainda que as crianças foram participativas e teve um excelente feedback deles.

Para Glauciene Pereira, 25, mãe da aluna do 2º período, Layssa Pereira, o curso foi muito bom e que a filha aprendeu sobre várias situações.

“O curso para ela foi muito bom porque ela chegou em casa falando sobre coisas que a gente mesmo não tinha ensinado para ela ainda. São ensinamentos que ela vai levar para a vida inteira porque foram coisas que ela ficou surpresa. Ela ficou bem entusiasmada, para mim, como mãe, foi muito bom esse curso”, finalizou.

 

Texto: Alexandre Abreu
Fotos: Alexandre Abreu

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054