27/11/18 | 16:57
Escola da zona Norte realiza evento em alusão ao encerramento do mês da Consciência Negra

Visando um trabalho pedagógico sobre a Consciência Negra, a Escola Municipal Olga Figueiredo, no Alfredo Nascimento, zona Norte, realizou a ação “Países Africanos: Nossas Raízes”, nesta terça-feira, 27/11. O evento é alusivo ao encerramento das atividades interdisciplinares do 4º bimestre. Na oportunidade, mais 1 mil alunos, do 6º ao 9º ano, do Ensino Fundamental apresentaram as pesquisas sobre 18 países do continente africano.

Os alunos puderam pesquisar países como Cabo Verde, Quênia, Congo, Costa do Marfim, Nigéria, Senegal, entre outros, bem como informações sobre a população, economia, cultura, religião, gastronomia, curiosidades e celebridades. As atividades foram divididas por salas temáticas.

De acordo com diretor, Maurício Odilon, a escola teve a preocupação de conscientizar os alunos sobre o combate ao preconceito, por meio de pesquisas sobre os países africanos.

“Focamos na questão da consciência negra com relação ao respeito, valorização da negritude, respeito e prevenção contra o racismo. Creio que esse trabalho vai ajudar a ampliar a mente desses alunos e assim poderemos ter uma geração melhor, onde não exista a questão da cor, de ser branco ou negro”, comentou.

Uma das coordenadoras do projeto do 4º bimestre, que originou a realização da temática, a Professora de História, Oricélia Oliveira do Amaral Corrêa, destacou o aprendizado dos alunos com a pesquisa.

“Já estamos trabalhando há algum tempo com os alunos sobre esse assunto. A partir de agora, eles vão valorizar a sua cor, cabelo, roupa, comida, religiosidade, enfim, é um aprendizado muito válido para eles e para a comunidade, porque os pais também acompanham tudo isso”, disse.

A aluna do 9º ano, Diana Vieira do Carmo, 14, ficou na turma responsável pelo país da Nigéria, em que foram abordados sobre os temas: culinária, cultura, política, festas, economia, história, entre outros. Para ela, o evento foi muito bom para todos os alunos.

“Esse evento representou algo muito importante para a escola, porque há uma diversidade muito grande entre os países. As pessoas precisam ter consciência da importância dos negros em suas diversas áreas”, explicou.

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054