13/11/18 | 18:34
Escola da zona Leste de Manaus realiza júri simulado para trabalhar leitura e escrita

Estudantes do 7º ano da Escola Municipal Francisca Pergentina, no bairro Zumbi, zona leste de Manaus, participaram de um júri simulado, como parte das atividades do Projeto Linguagem em Contexto Intercultural. Essa foi a quarta ação do projeto e teve como objetivo discutir situações presentes na realidade dos alunos da escola e, ao mesmo tempo, incentivar a leitura e produção de textos.

A responsável pelo projeto é a professora de Língua Portuguesa, Sheila Nunes, que iniciou o trabalho no início do segundo semestre, quando chegou na escola. Ela conta que a maioria dos textos e das ações, são de iniciativa dos alunos, ficando ela na posição de moderadora.

“Os alunos, antes, não participavam muito. Hoje em dia eles mesmos produzem esses textos que estão sendo apresentados. Nas etapas anteriores, aconteceram justamente por iniciativa deles, como mapeamento, estudos, produção de texto”.

Ela também conta que um dos primeiros passos para que o trabalho acontecesse foi justamente um mapeamento entre os estudantes, no qual foram encontradas várias situações que aconteciam ao redor deles e que foram levadas para o júri simulado, realizando debates e observando o debate por vários ângulos.

Em um dos júris, as alunas Juciana Rodrigues e Horranna da Silva, abordaram a situação do tráfico de pessoas. Para Juciana, a presença maciça de outros estudantes foi uma surpresa. “Eu não sabia que ia ter tanta gente no auditório, depois que eu vi que ia ter duas outras turmas no auditório eu fiquei com medo, mas passou, porque foi uma experiência muito legal. Debatemos, brincamos e aprendemos muita coisa”.

Horrana complementou que o projeto é importante porque acrescenta uma dinâmica diferente ao trabalho em sala de aula. “É bem diferente, porque ano passado não era assim, só tinha tarefa, mas não tinha apresentações”.

Além do júri simulado, os estudantes já participaram de diversas outras atividades pelo projeto, como cinema, sessão de coach, realizada por uma especialista em inteligência emocional. E o objetivo de todas essas ações foi justamente trabalhar a comunicação e linguagem aliadas ao contexto cultural e social deles. Dessa forma, eles trabalham diversos aspectos como linguagem informal e formal e variação linguística.

 

Texto: Alexandre Abreu

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054