14/10/14 | 17:40
Escola da rede municipal realiza palestra sobre hanseníase e geohelmintiose

A Escola Municipal Marechal Cândido Rondon, localizada na Avenida do Turismo, Tarumã, zona Oeste, realizou nesta terça-feira, 14, a palestra “Hanseníase e Geohelmintiases”. O encontro reuniu 499 alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental dos três turnos da unidade de ensino.

A hanseníase é uma doença infecciosa, crônica, causada pelo Mycobacterium leprae, que acomete, principalmente, a pele e os nervos periféricos. A doença causa manchas, sensação de formigamento e dormência, com diminuição ou ausência de dor, da sensibilidade ao calor, ao frio e ao toque. A geohelmintíases é um grupo de doenças parasitárias intestinais que acometem o homem e são causadas, principalmente, pelo ascaris lumbricóides, trichuris trichiuria e pelos ancilostomídeos.

O encontro realizado na escola faz parte da Campanha Nacional de Hanseníase e Geohelmintiases, com planejamento pedagógico elaborado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) nas escolas da rede, de todas as zonas geográficas da cidade.

Segundo a professora de ciências e do Programa Mais Educação, Joice Freitas Santos, os 30 professores da escola trabalharam com os dois temas desde a semana passada. As atividades foram feitas por turmas com cartazes, slides, palestras e mesa redonda sobre as duas temáticas com os alunos.

“Nosso foco principal, além da hanseníase, foi a geohelmintiases. Muitos dos alunos não fazem exames de rotina. Nas aulas de ciências passamos algumas informações e orientamos sobre essa palestra. Nós conseguimos identificar que alguns familiares em casa têm problema de pele e não têm a noção do que tem. A palestra teve aproveitamento total, porque todos interagiram com perguntas e tirando as dúvidas”, comentou.

Satisfeito com o resultado das informações da palestra sobre uma vida saudável, o aluno do 8º ano matutino, Rafael Nascimento Freitas, 14, disse que vai seguir todas as orientações da escola. Para ele, que mora próximo da unidade de ensino, é muito válida a preocupação dos educadores com a comunidade escolar.

“Toda pessoa tem de ter a sua higiene corporal, porque isso também é uma educação. Se nós não tivermos cuidado com a nossa higiene, não podemos ter saúde. Temos que escovar bem os dentes, tomar banho, andar limpinho. Enfim, ter todo o cuidado necessário para evitarmos essas duas doenças. Temos que começar tudo isso em nossa casa. Isso é fundamental”, disse.

Alisiê Meireles de Souza, 14, do 8° ano, foi uma das alunas que participou de todas as atividades. Para ela, as informações vão ajudá-la a se prevenir ainda mais sobre as doenças.

“A hanseníase é uma doença causada na pele, onde se perde totalmente a sensibilidade no local da ferida. Caso não seja cuidado, com o tempo, o problema pode se agravar. Já passei por um momento ruim com vermes. Fiquei internada e ouvi dos médicos que eu precisava ter mais cuidado com os hábitos de higiene. Essa palestra vai me ajudar muito nisso”, explicou.

TEXTO: Paulo Rogério Veiga

FOTOS: Cleomir Santos

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): 92 3632-2054