13/11/15 | 15:22
Escola Cândido Honório encerra projeto Manaós, Mon Amour com exposição dos trabalhos

Projeto Mon Amour . EM. Cândido Honório Fotos Cleomir (14)A Escola Municipal Cândido Honório, localizada no bairro Alvorada, zona Oeste, realizou nesta sexta-feira, 13, o encerramento do projeto “Manaós, Mon Amour – a arte ensina a amar”. O evento é uma realização da Organização Não Governamental (ONG) Transformação, em parceria com a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Durante os três meses de projeto, cerca de 500 alunos do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental participaram das oficinais de música, artes gráficas, dança, teatro, fotografia, cinema, artesanato, aulas de violão e desenho. Com duas horas de duração e uma vez por semana, as aulas foram ministradas por instrutores da ONG Transformação.

Além da Escola Municipal Cândido Honório, o projeto também foi desenvolvido na Escola Municipal Rodolpho Vale, bairro da Redenção. O objetivo do projeto é divulgar a história, cultura e arte da cidade de Manaus na comunidade e ainda possibilitar conhecimento e experimentação do fazer artístico em artes gráficas, música, teatro, dança, fotografia, cinema e artesanato.

Projeto Mon Amour . EM. Cândido Honório Fotos Cleomir (3)A subsecretária de Gestão Educacional da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Euzenir Trajano, compareceu ao evento e destacou a importância das atividades para os alunos em várias oficinas do projeto. “É um projeto muito bem vindo as nossas escolas. Para participar das oficinas, os alunos não podiam faltar às aulas. Foram desenvolvidas várias atividades culturais, que serviu de estimulo para todo processo de desenvolvimento da criança. A gente fica muito feliz por todo esse momento de muito aprendizado”, contou.

Para a coordenadora do projeto na escola, Cleonice Firmino, a realização do programa só veio agregar novos conceitos, em relação a outras atividades já realizadas na comunidade escolar, sem contar o conhecimento artístico para alunos da unidade.

“A arte já é trabalhada de uma forma singela dentro do espaço da escola. Vindo outro grupo, que coloca isso em prática e em ação, movimenta a escola, faz com que as crianças se socializem. A parte cultural dos alunos foi transformada porque eles levaram isso pra casa, para comunidade e dentro de sala de aula. As crianças que faltavam começaram a participar das atividades. O projeto veio para melhorar o conhecimento dos alunos em nosso espaço escolar”, explicou.

Projeto Mon Amour . EM. Cândido Honório Fotos Cleomir (2)De acordo com o presidente da ONG Transformação, Romahs Mascarenhas, a parceria com a Manauscult para levar a arte aos alunos de duas escolas municipais, foi muito proveitosa. “Trouxemos, por meio da arte e da cultura, a identidade da cidade, onde esses alunos moram e crescem. O projeto tinha a finalidade de mostrar os artistas amazonenses e a cultura da cidade. Fomos muitos felizes, porque tivemos adesão de vários artesãos e artistas locais que entraram na escola e ministraram várias oficinas. Tivemos a chance de mostrar o trabalho de artistas de ruas, bem como, de galeria. Foi muito gratificante passar esse tempo na escola”, comemorou.

A aluna do 5º ano matutino, Isabella Ramos, 10, participou das oficinas de artes (desenho, cartoon e personagens) e gostou muito de tudo que aprendeu durante a realização do projeto. “Aprendi muito, apesar de ter um conhecimento de desenhos. Nas oficinas consegui aprimorar a minha arte. Os instrutores nos ajudaram muito de saber mais de nossa cultura”, garantiu.

Texto: Paulo Rogério

Foto: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054