27/08/15 | 16:46
Escola Antônio Matias trabalha a diversidade cultural brasileira em festival Folclórico

Folclore manifestações Culturais. EM. Antoni Matias. Fotos Cleomir (7)A diversidade cultural brasileira foi apresentada pela Escola Municipal Antônio Matias, localizada no bairro da União, zona oeste, durante o Festival Folclórico que aconteceu na noite desta quarta-feira, 26. As danças, histórias, culinárias e as manifestações artísticas das cinco regiões do país marcaram o evento que reuniu cerca de 300 pessoas, entre pais de alunos, docentes e comunitários.

O festival teve a finalidade de sensibilizar os alunos sobre a importância da preservação da cultura, mostrando particularidades e especificidades das regiões Nordeste, Norte, Sudeste, Centro-Oeste e Sul do país.

O festival não se resumiu só em diversão e entretenimento, mas uniu o aprendizado e a valorização da cultura, porque ao longo do mês de agosto cada cultura e região apresentada foi trabalhada por meio de pesquisas, momentos de leitura e atividades extraclasses que envolveram os 340 alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 2º segmento do Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

Folclore manifestações Culturais. EM. Antoni Matias. Fotos Cleomir (8)De acordo com o gestor, Rodrigo Froes, a dinâmica de ensino fez com que a festa folclórica se tornasse uma atividade interdisciplinar e atrativa preparada durante todo este mês. “O evento contou com evolvimento de todos os alunos, dos 30 professores, três pedagogos e dos demais funcionais da escola. Para dividirmos as culturas apresentadas, cada professor trabalhou uma vertente cultural folclórica e, hoje, estamos apresentado tudo o que os alunos fizeram durante o mês de agosto em sala de aula. Ou seja, uma grande exposição de todo este trabalho pedagógico”, destacou o professor.

Ainda segundo Froes a forma atrativa de aprendizagem trouxe um resultado positivo. “Percebemos que houve uma melhora no rendimento, nas notas, na participação nas aulas, na frequência e entrega de atividades. Isto demostra que o trabalho desenvolvido durante a preparação do festival potencializou o interesse da cultura brasileira em nossos aluno e que conseguimos oferecer uma aula mais atrativa”, ressaltou.

Diversidade
Folclore manifestações Culturais. EM. Antoni Matias. Fotos Cleomir (10)A diversidade cultural foi apresentada por meio da apresentação de danças, de comidas típicas das cinco regiões do Brasil, além da exposição de cartazes, faixas e paneis feitos pelos próprios alunos.

Na culinária, a escola apresentou a região Sul, o churrasco típico gaúcho, o arroz carreteiro e doce cuca, típico do Rio Grande do Sul. Na região Centro-Oste, foi exposto o queijo de Minas, que é um dos maiores produtos da gastronomia mineira. Cada região, um tempero e jeito especial de fazer. Prova disso, foi que a escola apresentou a feijoada do Sul e do Norte, ambas com feijão preto, mas com um toque diferente. Ao final do evento, foi feito a degustação de todas as comidas típicas.


Programação

Folclore manifestações Culturais. EM. Antoni Matias. Fotos Cleomir (12)No decorrer do evento, houve apresentação do Balé Folclórico do Amazonas, coreografado pelo grupo de dança do Teatro Amazonas, a Dança Internacional da Índia, além de dramatizações de lendas, declamações de poemas, recitação de provérbios populares, demostração de cantigas de rodas e apresentação de danças afro-brasileira e o carimbó.

Umas das alunas que se envolveu no evento foi a Jully Kamily, estudante do 8º A. De acordo com a estudante, que declamou e encenou a Iara, a partir do trabalho pedagógico ela pode conhecer mais sobre o folclore brasileiro.

Folclore manifestações Culturais. EM. Antoni Matias. Fotos Cleomir (22)“Eu adorei o festival porque tive a oportunidade de aprender muita coisa, como é caso da lenda Iara que até então não sabia que era uma sereia que cantava uma melodia irresistível, atraindo os homens para o fundo do rio”, relembrou.

Outra pessoa que se envolveu diretamente no evento foi a educadora de língua portuguesa Cecy Simões. A professora trabalhou com as brincadeiras tradicionais e infantis, lendas e poesias no decorrer de suas aulas. Para ela, o evento possibilitou um resgate de cultura brasileira.

“Atividade foi ótima. Possibilitou um resgaste da cultural de todo o Brasil e fez com que alunos tivessem o contato com outras culturas”, salientou.

Texto: Emerson Felipe
Foto: Lton Santos

Assessoria de Comunicação

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

(92) 3632-2054