05/03/15 | 15:37
Educadores de 21 escolas municipais participam de encontro para a implantação de programas

Com a proposta de orientar na implantação dos programas Se Liga e Acelera Brasil do Instituto Ayrton Senna (IAS), a Divisão Distrital Zonal Norte (DDZ3) da Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou, na manhã desta quinta-feira, 5, uma reunião com as 21 escolas municipais da zonal, incluídas nos programas. Nessas unidades, cinco mil alunos serão atendidos.

O evento reuniu gestores, pedagogos, secretários, assessores e tutores do IAS, no auditório da Escola Municipal Engenheiro João Braga, localizada no Manoa, zona Norte.

O Se Liga é destinado aos estudantes não alfabetizados e com maior distorção idade-série. Já o Acelera Brasil atende o público escolar alfabetizado e com maior distorção idade-série. E a partir do dia 23 de março iniciam as aulas com os livros didáticos e paradidáticos do IAS. No Se Liga, serão disponibilizados dois livros e no Acelera Brasil, seis. Por isso, a DDZ 3 realizou o evento de orientação.

“Nesse momento, estamos oferecendo esclarecimentos sobre o funcionamento dos programas para um melhor desenvolvimento na zona Norte. Os tutores dos programas vão estar em sala de aula para fazer o acompanhamento dos trabalhos”, disse a coordenadora do IAS na DDZ 3, Nádia Nice, lembrando que todas as sextas-feiras haverá uma reunião para análise dos relatórios.

No total, os dois programas terão oito tutores, que passaram por uma formação com técnicos do IAS, na primeira quinzena de fevereiro, na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), da Semed. A tutora do Acelera Brasil da divisão, Jucielma Sena, explicou a importância do evento.

“Estamos fazendo o levantamento diagnóstico do que precisa ser melhorado e adequando as turmas, conforme o perfil do aluno em que o programa exige. Nosso trabalho será, junto com professores e alunos, o de observar o andamento dos programas”, finalizou, ao salientar que os professores estão fazendo uma espécie de preparação dos alunos.

A Escola Municipal Elizabeth Beltrão, no Santa Etelvina, será uma das unidades beneficiadas com os dois programas. Com o Acelera Brasil, a escola atenderá cerca de 43 alunos com distorção idade-série. Para a diretora, Marcileia Nepomuceno, a implantação veio para somar no processo de ensino aprendizagem.

“Nós acreditamos que é uma ferramenta que vai conseguir esse índice de distorção da idade-série no município de Manaus. São todos alunos alfabetizados, mas precisamos corrigir essa distorção. O Instituto Ayrton Senna é muito sério e esses dois programas chegam em um momento oportuno”, concluiu.

A partir do dia 23 de março, iniciam as aulas com os livros didáticos e paradidáticos do IAS. No programa Se Liga serão disponibilizados dois livros e no Acelera Brasil, seis. Os professores e tutores receberam um kit com material didático e mais duas camisas dos programas.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos