14/09/15 | 11:28
Educadores da zona Leste discutem demandas sociais com representantes da sociedade civil

Mesa redonda. Aud. ADCAM. Fotos Cleomir (11)Gestores, professores, pedagogos, além de representantes de escolas da zona Leste de Manaus participaram de uma mesa redonda para discutir os desafios que escolas situadas naquela região enfrentam frente às demandas sociais, como violência, o consumo de drogas e infrequência escolar. O momento foi promovido pela Divisão Distrital Zonal (DDZ) Leste 2, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), na tarde desta sexta-feira, 11, no auditório da Associação para o Desenvolvimento Coesivo da Amazônia (Adcam).

O momento contou com representantes do Ministério Público Estadual (MPE), Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe), Conselho Tutelar das zonas Leste I e II e do Centro Municipal de Atendimento Sociopsicopedagógico (Cemasp), que atende as unidades educacionais da Divisão Leste 2.

Mesa redonda. Aud. ADCAM. Fotos Cleomir (13)“O nosso objetivo foi oferecer, por meio de trocas de experiências, esclarecimento e as abordagens trazidas por pessoas ligadas a sociedade civil, além de estratégias para contornar e evitar estas situações adversas que acontecem nas 72 unidades que compõem a divisão leste 2. A nossa expectativa é saí daqui com alguns encaminhamentos e contribuir para que as nossas unidades possam fortalecer o trabalho pedagógico e aumentar o índices de aprendizagem”, explicou a chefa da DDZ leste 2, Socorro Duarte.

Socorro ainda destacou como surgiu a ideia de fazer a mesa redonda. “A partir do Relatório de Análise de Desvio de Meta (RADM) que é feito pelas escolas constantemente, em que foi verificado que havia alunos que não tinham uma educação familiar com valores consolidados, que possuía uma conduta imprópria, caráter comprometido, com mães e pais usuários de drogas, enfim, com várias demandas que precisam ser trabalhadas de alguma forma. Portanto, criamos este momento para expor estas situações e juntos criamos caminhos de solução”, enfatizou.

Mesa redonda. Aud. ADCAM. Fotos Cleomir (20)Durante a atividade teve, ainda, palestras, apresentação de dados de infrequência de alunos da DDZ Leste 2 expostos pelo Polo 3 da Cemasp, que atende as escolas divisão leste 2, além de uma explanação sobre o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) e de mecanismos para erradicar as demandas sociais elucidadas no decorrer do evento.

Para o gestor da Escola Municipal Rosa Sverner, localizada no bairro Jorge Teixeira, Paulo Andrade, o evento foi relevante porque reuniu entidades para debater situações que são vivenciadas pelas escolas da zona Leste da cidade, como a Policia Militar que tem um papel fundamental dentro na escolas da zona leste, que sofrem com a violência. “Espero que tenha mais momentos com este porque nos dá oportunidade de apresentarmos e, também, sugerirmos ideias”, disse.

Para a gestora da Escola Municipal Zenaira Bentes Monteiro, localizada no Castanheira, Maria Inalva, a iniciativa da Divisão demostra uma ação de gestão integrada. “Vejo esta mesa redonda como um momento único em nossa DDZ, um momento de gestão integrada e participativa que nos dará suporte em nossa prática pedagógica e para realizarmos medidas protetivas em nossas respectivas escolas”, avaliou.

Para entreter a atividade, o grupo Singeleza, composto por alunos das escolas do bairro Nova Floresta e adjacências, fizeram diversas apresentações culturais.

Texto: Emerson Felipe
Foto: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054