08/09/15 | 16:46
Educação financeira é tema de formação na Semed

Projeto Educação Financeira DDPM. Fotos Cleomir (21)Professores e pedagogos de 65 escolas municipais que, desde março deste ano, estão trabalhando o projeto piloto Educação Financeira como tema transversal na grade curricular, participaram, na manhã desta terça-feira, 8, de uma reunião de avaliação das atividades desenvolvidas nas unidades de ensino com técnicos da Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil), que coordena as atividades em todo o país.

O encontro, realizado na sede da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), no conjunto Vila Amazonas, zona Centro-Sul, serviu, também, para que os docentes trocassem experiências acerca do projeto que está atendendo mais de 12 mil estudantes do Ensino Fundamental, em Manaus.

De acordo com a coordenadora municipal do projeto, Shirley Vitor, os professores tiraram dúvidas quanto ao uso do material didático e como aplicar os ensinamentos nas diversas disciplinas.

Projeto Educação Financeira DDPM. Fotos Cleomir (20)“Os professores receberam livros e nele existem projetos que estão sendo trabalhados em sala de acordo com o plano de aula. A educação financeira pode ser inserida em história, por exemplo. O professor pode adequar o conteúdo de acordo com o seu plano de aula”, explicou.

A pedagoga Lenise Mar, da Escola Municipal Marly Garganta, na zona Norte, contou que o projeto é aplicado em quatro turmas da unidade de ensino e que tem sido proporcionado aprendizado tanto para os professores quanto para os alunos.

“É algo inovador para eles. Não é trabalhando a matemática, mas o cotidiano deles, de como eles podem se planejar para guardar dinheiro, como se organizar. Os professores também estão aprendendo. Eu vejo que os professores estão empolgados e levando à serio”, afirmou.

Projeto Educação Financeira DDPM. Fotos Cleomir (13)Na Escola Guilherme Berker o projeto é só elogios, segundo a professora Ralliany Xavier. “A partir dos relatos dos professores, os alunos receberam muito bem a educação financeira e conversam sobre o assunto em sala de aula. É uma proposta excelente não somente para os alunos, mas para os professores. Muitos já me relataram que os ensinamentos do livro estão sendo úteis para suas vidas”, contou.

Relevância
A gerente de projetos da AEF-Brasil, Yael Sandberg, explicou que a educação financeira não visa somente ensinar os alunos a pouparem dinheiro ou conhecerem princípios básicos de economia, mas, além disso, tem a finalidade de incentivá-los, desde pequenos, a saberem tomar decisões na vida.

“É importante que comecemos, desde pequeno, a trabalhar com a criança o sentido da economia, do poupar, planejar, em todos os aspectos de nossa vida e não só do dinheiro. Eles vão entender que tudo o que acontece é resultado de escolhas que fazemos. Quanto mais conhecimento de nossas escolhas tivermos, melhor serão os nossos resultados no futuro. Os alunos precisam dessa habilidade de tomar decisão”, explicou.

Texto: Thiago Botelho
Foto: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054