29/10/19 | 19:45
Divisão Distrital Zonal (DDZ) Oeste encerra campeonato ‘Soletrando’

A Divisão Distrital Zonal (DDZ) Oeste, da Secretaria Municipal de Educação (Semed-Manaus), realizou na tarde desta terça-feira, 29/10, a final do campeonato soletrando. A primeira fase aconteceu no período de maio a agosto nas três escolas envolvidas na ação.

Segundo uma das coordenadoras da atividade,  Evanise Lobo, a ação, destinada a estudantes do 4° ano de Ensino Fundamental,  das Escolas Carlos Gomes e São José e Maria Rufina, teve a intenção de estimular a leitura, bem como trabalhar aspectos da língua portuguesa de forma interdisciplinar, por meio de livros e uso de aparatos tecnológicos, inclusive, da plataforma Profuturo.

“As crianças leram esses livros (A borboleta Azul e Abelhas e as Formigas) e a  partir disso foi  trabalhado, por meio do professor regente da sala de aula, aspectos como  interpretação de textos, significado  das palavras e uso correto do  dicionário”, disse.

Dinâmica da atividade
A competição foi baseada no quadro soletrando do Caldeirão do Huck da rede Globo, ou seja, teve seleção e triagem dos melhores soletradores de cada unidade de ensino.

A fase final aconteceu em 11 rodadas em três níveis de dificuldade. Os alunos tiveram que soletrar com precisão palavras monossílabas, dissílabas, trissílabas e polissílabas.

Na Escola Carlos Gomes 46 alunos participaram das seletivas desde  o início de agosto. A coordenadora do telecentro da Escola Carlos Gomes, Aldecy dos Santos, ressaltou que na unidade em que atua, o campeonato soletrando foi bem aceito pelos alunos. “Os alunos adoraram, para ter uma ideia alguns perguntavam quando poderiam ir ao Telecentro para ler os livros trabalhados. Percebemos com isso que aumentou o interesse pela leitura e, por conta disso estamos até pensamos em manter a atividade na escola”, disse.

A   primeira fase da competição contou com a participação de aproximadamente 400 alunos, foram escolhidos os que mais se destacaram nas seletivas para representar as três unidades de ensino. Deste total, nove alunos das três escolas  envolvidas na atividade pedagógica concorreram.

Guilherme de Oliveira, 10, estudante da Escola Maria Rufina um dos finalistas, disse que o soletrando ajudou a entender a importância da leitura.

“Depois que soube que ia participar do soletrando foi engraçado, porque a partir daí passei a gostar e me interessar  mais por livros, e até passei a gostar de ler, então pra mim o soletrando foi importante”, frisou.

Vencedores

1° lugar – Rebeka Galvão da Silva – Escola Municipal Carlos Gomes.

2° lugar – Adriano Messias Monteiro – Escola Municipal São José.

3° lugar – Adriano Kennedy da Silva de Sousa-  Escola Municipal Carlos Gomes.

Texto: Emerson Santos/Semed
Fotos: Cleomir Santos/ Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054