21/06/18 | 13:10
Discoteca da Inclusão agita alunos da Educação Especial na escola André Vidal de Araújo

No encerramento da semana dos jogos virtuais, a Escola Municipal de Educação Especial (Emee) André Vidal de Araújo realizou, nesta quinta-feira, 21/6, a ‘Discoteca da Inclusão’, com muita música, ritmos e dança, envolvendo cerca de 200 alunos do turno matutino.

A atividade buscou consolidar a experiência obtida com a utilização do jogo de vídeo game “Just Dance”, em que os alunos puderam trabalhar com jogos de dança através da plataforma Xbox, com o sensor de movimentos Kinect.

De acordo com o gestor da unidade, Helivan Dantas, a participação dos estudantes é importante por poder trabalhar funções cognitivas e motoras do corpo.

“O ponto principal da atividade é a interação entre eles, como esse é o último dia antes do recesso escolar, aproveitamos e fizemos uma união entre atividades, a fim de retrabalhar o final dos jogos e fazê-los confraternizar. Os alunos puderam aprender questões de lateralidade, coordenação motora e trabalhar a lógica”, disse.

Segundo ele, a intenção da unidade é poder contar, a partir de 2019, com a sala de jogos virtuais e introduzi-la como atividade curricular complementar da escola.

Para Gicele Laredo, 42, mãe do aluno da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Andrew Gabriel Neves, 19, as atividades desenvolvidas na escola auxiliam no desenvolvimento do seu filho, assim como dos outros alunos, além de ser um momentos em que podem descontrair com os amigos.

“Eles gostam muito, é um momento de lazer, de se divertir com os amigos. Ontem a dança foi trabalhada nos jogos e vê-lo com os amigos hoje dançando e coreografando os passos que ele aprendeu é muito bom. Ele se exercita e também mantém a saúde em dia”, falou a mãe.

 

Texto: Patryck Vieira

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054