01/09/17 | 10:55
Deslog define novo fluxo para reposição de materiais furtados das escolas

Com a intenção de agilizar os processos de reposição de materiais furtados ou roubados das escolas da Secretaria Municipal de Educação (Semed), foi realizada uma reunião na tarde desta quinta-feira, 31/8, na sede da Subsecretaria de Infraestrutura e Logística, localizada no bairro de Flores, zona Centro-Sul de Manaus, envolvendo o Departamento de Suprimento e Logística (Deslog), o Centro de Operações de Segurança Escolar (Cose), que faz parte do grupo INN Tecnologia, e outros setores que participam dos processos de compras da secretaria.

Essa mudança de fluxo centralizará os processos de recebimento de bens materiais permanentes, materiais de expediente, alimentação escolar no Almoxarifado Central, bem como possibilitará ter total conhecimento de onde os processos estão e o tombamento ficará a cargo do setor de logística agora. Isso se dá porque neste ano a Semed está fazendo o trabalho de inventário patrimonial geral.

De acordo com o diretor do Deslog, Leís Batista, a ação foi necessária porque, muitas vezes, quando o material ia diretamente para a escola, não se tinha o controle se o bem tinha sido reposto ou não, e o processo pelo qual o material estava atrelado acabava sendo arquivado sem conter a informação correta.  Ele afirmou, ainda, que graças a esse novo fluxo será possível acompanhar com mais acuidade todo o caminho percorrido pelo material. “Definindo esse fluxo, nós vamos ter informação completa do bem. O processo nasce e é finalizado nas Divisões Distritais Zonais (DDZs), conforme o gestor da escola se encaminha para informar e ter ciência do encerramento deste. Dessa forma, a comissão de fiscalização desse contrato também vai ter ciência de que aquele bem foi devolvido ao seu órgão/escola de origem”.

Essa comissão é composta pelos servidores das DDZs, que já trabalham em cima da fiscalização do contrato da INN Tecnologia e fazem todo esse acompanhamento, inclusive anexando mensalmente nos processos de pagamento as notas fiscais dos bens que foram repostos naquele período.

Para a supervisora do setor de reposição de bens do Cose, Graça Santos, com esse novo fluxo, os processos de devolução de material furtado ganharão celeridade. “O processo de como serão entregues os bens que foram furtados das escolas será diferente. Vai mudar o fluxo, ao invés de entregar para os diretores, vamos entregar diretamente na infraestrutura. O processo vai ficar bem mais rápido dessa forma, porque não teremos que nos preocupar com tombamento, a gente só vai comprar o bem e entregar aqui para eles na infraestrutura”.

Texto: Alexandre Abreu

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054