31/03/17 | 16:29
Debate na Semed discute Educação Especial e Inclusiva na Infância

RRA_0112Com o objetivo de debater a Educação Especial e Inclusiva na Infância com educadores da rede pública municipal de ensino, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou, na manhã desta sexta-feira, 31/03, uma mesa redonda, que contou com a participação de diretores, professores e pedagogos, profissionais de Educação Física, das unidades de Educação Infantil que atendem alunos com deficiências. O encontro aconteceu no auditório da secretaria, localizado na Rua Maceió, bairro Parque Dez de Novembro.

O evento iniciou com a palestra sobre o trabalho realizado pelo programa ‘Aprender Conviver e Lutar’, desenvolvido pela Coordenação de Educação da Divisão de Apoio a Gestão Escolar (Dage) da Semed. O educador Porthos Castelo Branco, mestre em Educação Especial da secretaria e um dos profissionais que atuam no projeto, apresentou exemplos de como o esporte pode auxiliar de forma importante o desenvolvimento de crianças e adolescentes com RRA_0066deficiências como paralisia cerebral e transtornos de desenvolvimento, como autismo.

O professor destacou que, apesar de ser executado normalmente no Centro Municipal de Educação Especial (CMEE) André Vidal de Araújo, o projeto também é desenvolvido em unidades de ensino de educação regular. Ele também falou sobre a importância do trabalho feito e como atividades físicas podem auxiliar no processo de inclusão. “Que bom que estamos em uma posição em que podemos atender esse público, desenvolvendo um programa de atividades motoras onde é possível explorar todas as habilidades dos alunos”.

Com o tema “Educação Especial e Inclusão na Infância: Contextos e Perspectivas para uma Educação do Corpo”, o mestre em Educação Kledson Souza falou aos participantes sobre a necessidade do professor se adaptar às necessidades dos alunos, olhando cada caso de maneira particular. “Existem várias técnicas pedagógicas disponíveis, mas o que precisamos realmente é atendê-los de forma RRA_0077humanizada”.

O gerente de Educação Infantil da Semed, Alexandre Romano, destacou que o evento é o primeiro de vários que ainda vão acontecer voltados para preparar os profissionais que atuam na modalidade de ensino. “É importante reunir os profissionais nesse tipo de discussão. No mês de maio, por exemplo, teremos outro evento voltado para a leitura na Educação Infantil”.

Gestora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Jauary Guimarães de Souza Marinho, no bairro Monte das Oliveiras, zona Norte de Manaus, Marinalva Nogueira dos Santos, foi uma das participantes do evento. Responsável pelo Cmei que atende cerca de 280 crianças, entre elas alunos com paralisia cerebral, cadeirantes, autistas, Síndrome de Down, entre outros casos. A gestora falou sobre a importância de eventos como esse para sensibilizar os RRA_0056profissionais que atuam nas unidades de ensino.

“É muito importante e necessário que esse tipo de assunto seja debatido entre nós gestores, mas entre professores também. Aqui estamos vendo, por exemplo, como a psicomotricidade é importante para o desenvolvimento dos alunos e será interessante passar isso para os meus professores”.

A gestora lembrou ainda que, além de iniciativas como debates e palestras, é fundamental o trabalho desenvolvido pelos técnicos do CMEE André Vidal, que oferecem formações nas escolas, como aconteceu no Cmei Jauary Guimarães nesta semana, em que os processos aprenderam como desenvolver o processo de inclusão dos alunos.

 

Texto: Martha Bernardo

Fotos: Lton Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054