25/09/19 | 18:41
DDZ Rural realiza atividade para preparação da Prova Brasil para mais de 900 alunos em dois dias

Aproximadamente 400 alunos do 9° ano do Ensino Fundamental de escolas municipais rurais de Manaus testaram o conhecimento adquirido em sala de aula na tarde desta quarta-feira, 25/9, no Provão Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), realizado pela Divisão Distrital Zonal (DDZ) Rural, da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A mesma ação aconteceu nesta terça-feira, 24/09, com 500 alunos do 5º ano Ensino Fundamental de 23 unidades da Divisão Rural.

A ação pedagógica foi realizada na Escola Municipal Maria Leide Amorim, localizada na Comunidade São João, que fica na BR-174, zona Rural da capital amazonense.

O Provão faz parte do projeto Pró-Ideb, que se concentra na promoção de ações e estratégias que visam potencializar os conhecimentos relacionados às matrizes de referência do Saeb. Que se trata de um conjunto de avaliações externas em larga escala que permite o Ministério da Educação (MEC) realizar um diagnóstico da educação básica brasileira e de alguns fatores que possam interferir no desempenho de estudantes de escolas públicas e privadas do Brasil.

Segundo a gerente pedagógica da DDZ Rural, Marilene Gomes, a açãoPró-ideb é desenvolvida a cada biênio que antecede o Saeb e envolve desde o gestor escolar até o aluno. Sobre o Provão, a gerente destacou que ele tem a intenção de preparar os alunos para Prova Brasil, bem como trazer informações importantes sobre a avaliação de larga escala e com isso melhorar os resultados nas avaliações internas e externas da rede municipal de ensino, em especial das escolas da Divisão Rural.

“O projeto se desdobra em várias ações ao longo do ano que envolve   gestores, pedagogos, bem como   professores em ações práticas, semelhantes às que eles desenvolvem com alunos a partir dos descritores. A ação termina com o Provão que tem o objetivo de mostrar aos alunos a importância desse processo ( da Prova Brasil) e itens importantes da avaliação   , como por exemplo,  preenchimento correto do cartão resposta  e os  descritores das áreas de matemática e língua portuguesa, tendo em vista que alguns deles nunca fizeram a avaliação, ”, explicou.

Provão
A avaliação foi composta por 10 questões, cinco de língua portuguesa e  cinco de matemática, com assuntos como resoluções de problemas, fração e gêneros textuais e os principais descritores do Saeb. Ao final da ação, o cartão de resposta foi corrigido quase que instantaneamente por QR Code, código de barras bidimensional que pode ser facilmente escaneado por meio dos telefones celulares com câmera.

A professora de língua portuguesa da Escola Municipal Solange Nascimento, Franciellen de Albuquerque, destacou que a atividade serve para que os alunos façam uma autoavaliação do aprendizado deles.

“É importante para os alunos observarem que todo o conhecimento que adquiriram durante o ano está servindo de fato e que vai servir para elevar os nossos índices”, destacou.

A aluna Sara Lima, 14, da Escola Municipal Emanuel Ribeiro, a prova a princípio parecia está difícil, mas após iniciar a avaliação percebeu que estava preparada para Prova Brasil que acontecerá no período de 21 de outubro a 1º de novembro.

“Confesso que estava muito ansiosa para esse provão, porque sabia que a partir dele eu poderia testar meu conhecimento e rever conteúdos que devia estudar mais. Mas no final fiquei aliviada, porque sei que me saí bem, porque não tive muita dificuldade para resolver as questões. Agora meu foco é a Prova Brasil”, disse.

Durante a prova teve ainda dinâmicas e brincadeiras para estimular o contato com os descritores do Saeb e tornar o momento mais atrativo, e os alunos que mais se destacaram ganharam variados brindes.

Texto: Emerson Santos
Fotos: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054