26/04/18 | 16:10
DDZ Norte realiza etapa da Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

Ao trabalhar com jovens de 11 a 14 anos com um tema sobre a importância da Água, a 5ª Conferência Infantojuvenil Pelo Meio Ambiente cria nos estudantes de todo o país a consciência da necessidade de preservar os recursos hídricos. Em Manaus não é diferente e, próximo a um igarapé, na Escola Municipal Desembargador Oyama Ituassu, localizada no bairro Santa Etelvina, aconteceu, nesta quinta-feira, a etapa da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Norte da conferência.

Foram 13 escolas participantes, das quais saíram 10 delegados que vão compor o grupo que representará a Secretaria Municipal de Educação (Semed) na etapa estadual. Entre os projetos participantes, foram abordados temas como o reaproveitamento de água de diversas fontes, a necessidade de preservação, conscientização e os riscos que a falta de cuidado podem trazer à saúde.

Os vencedores desta etapa vão participar, juntamente com os delegados das outras DDZs, de um treinamento dia 14 de maio, na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), com a coordenação da conferência, voltado para a etapa estadual, que acontecerá entre os dias 16 e 18 de maio, no centro de convenções Vasco Vasquez.

Um dos destaques desta etapa foi Ibsen Teixeira Alves, 11, aluno do 6º ano da Escola Municipal Raimundo Almeida Lúcio Ele, que pretende ser escritor, chamou atenção com o seu discurso sobre a preservação dos igarapés da cidade, esclarecendo o significado da palavra igarapé, que em tupi-guarani que dizer caminho de canoa e falando sobre a importância do tema.

“Quando me falaram que o tema era sobre os igarapés, eu decidi que ia pesquisar muito sobre igarapés, ver documentários, significado da palavra, procurar as origens, como começou a poluição e como preservar. Também aprendi sobre o ciclo da água”.

Uma das organizadoras da etapa a assessora interdisciplinar Mariele Araújo Fonseca, que contou a importância da eleição dos delegados ser realizadas pelos estudantes, ao invés da seleção ocorrer por assessores ou professores. “Enquanto assessores e professores, não nos sentimos capacitados para selecionar um projeto que vai ser avaliado por eles. Aqui, quem vai votar são os próprios estudantes, por isso a importância dessa etapa”.

Outra atração da conferência foi a palestra de Ewerton Nascimento, da coordenadoria das Ocas do Conhecimento Ambiental, que teve como tema “Quem cuida das águas, cuida do futuro”. Ele ressaltou que o mais importante é levar o jovem essa consciência ambiental.

“A conferência tem um público alvo infanto-juvenil e acreditamos que o protagonismo jovem pode transformar a sociedade. A estratégia que procuramos é mostrar de forma impactante através de fotos, vídeos e palestras, que o jovem pode transformar a realidade que ele vive”.

 

Texto: Alexandre Abreu

Fotos: Cleomir Santos


Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054