10/08/17 | 13:57
DDZ Norte realiza 5º Feira de Ciências, Tecnologia e Educação Ambiental

Com tema ‘A matemática Está em Tudo: Ressignificando a Multidisciplinariedade na Aprendizagem’, a Divisão Distrital Zonal (DDZ) Norte, da Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou, na manhã desta quinta-feira, 11/8, na Escola Municipal Heleno Nogueira, no bairro Terra Nova a 5ª Feira de Ciências, Tecnologia e Educação Ambiental.

O evento reuniu 30 unidades de ensino e 120 alunos da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental, Educação Especial e Educação de Jovens e Adultos (EJA). As escolas campeãs por modalidade de ensino se classificam para fase final da Feira Municipal de Ciências, Tecnologias e Educação Ambiental, que ocorre em setembro.

Cada escola realizou sua seletiva interna, no período de março a junho, classificando os projetos selecionados pela coordenação pedagógica. Na feira, foram apresentados projetos como ‘Brincando e Conhecendo o Sistema Monetário Brasileiro’, ‘Matemática na Vida e na Arte’, ‘O brinquedo, a Brincadeira e a Matemática’, ‘Jogos Matemáticos na Educação Infantil’, a ‘Matemática na Culinária’, entre outros.

A assessora de tecnologia da DDZ Norte, Kelly Regina, disse que os alunos aplicaram conhecimentos matemáticos envolvendo ciência e tecnologia de forma divertida e lúdica no cotidiano das escolas. “Aqui eles estão tendo a oportunidade de demonstrar o que aprenderam e aplicaram no desenvolvimento do projeto em cada escola”, explicou.

A Escola Municipal Ana Sena Rodrigues, no bairro Novo Israel, apresentou o projeto “Matemática Aplicada na Música”, com atividades que envolvem 37 alunos, do 9º ano do Ensino Fundamental. Há dois meses trabalhando com os estudantes, o professor de matemática Elivelton Freire de Oliveira, disse que aliou a disciplina com a musicalidade como ferramenta de aprendizagem.

“O retorno está sendo muito bom, porque muitos alunos não gostam da matemática, mas gostam de música e, por isso, se envolveram e participaram”, disse.

Há dois meses no projeto ‘Quadro Eletrônico e Analise Combinatória’, da Escola Municipal Maria Pereira Campos, no bairro Manoa, o aluno do 5º ano vespertino, Marcos Paulo Santiago Pereira, 11 anos, disse que participar da feira trouxe crescimento e aprendizado da disciplina.

“Hoje consigo fazer contas muito fáceis, com o quadro eletrônico, pois sem isso não conseguiria. Depois de participar do projeto, não tenho mais dificuldades de aprender a matemática. Nós temos que conhecer outros projetos e saber como funciona em outras escolas”, finalizou.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054