23/03/16 | 15:59
Cuí Cultural reúne alunos de escola do Tarumã-Açu para apresentação de atividades

23-03-16-Cuí cultural.Foto-Lton Santos(2)A Escola Municipal Santo André, localizado na comunidade Nossa Senhora Auxiliadora, no rio Tarumã-Açu, reuniu 120 estudantes da educação infantil ao 9º ano da unidade de ensino em apresentações das atividades desenvolvidas no primeiro bimestre do ano letivo, na manhã desta quarta-feira, 23, durante Cuí Cultural.

No evento, que também atua na valorização da cultura dos indígenas que estudam no local, cada turma ficou responsável por apresentar uma atividade que apresentasse a cultura, costumes, crenças ou festividades da região.

O Cuí é uma expressão indígena que remete a ação de peneirar a mandioca no preparo da farinha, onde o pó é espalhado e compartilhado com todos ao redor. A diretora da escola, Paula Beltrão, garante, portanto, que a ideia do evento foi compartilhar os saberes e aprendizados pelos alunos do colégio.

23-03-16-Cuí cultural.Foto-Lton Santos(9)“O evento é a socialização do que fizemos em todos os momentos do bimestre. É uma forma de prestar conta desse conhecimento que nós produzimos na Escola Santo André. É como diz Paulo Freire, ‘a prática junto com a teoria caminhando juntos para que desperte o entendimento de que o saber é fundamental para crescer como ser humano’”, explicou.

Durante o evento, os alunos do 6º ano homenagearam a poetisa e escritora Ana Maria Peixoto, que compareceu ao Cuí Cultural. Na ocasião, foram declamados os poemas de autoria da artista amazonense, e a poesia ‘Bicho Papão dos Bichos’, foi transformada em música e cantada pelos estudantes. Peixoto, que comemora aniversário no próximo dia 31 de março, disse que a homenagem foi um presente antecipado.

23-03-16-Cuí cultural.Foto-Lton Santos(3)“Me senti presenteada, homenageada e feliz porque como eu faço um trabalho com a natureza e com as crianças, acho que esse é o retorno. Eles retornam em forma de carinho e aprendizado. Isso me deixa muito feliz”, disse.

A aluna Rosa Raquel Barros, 15, do 9º ano, acredita que ações pedagógicas feitas fora do ambiente de sala de aula sempre são mais divertidas. Para ela, foi uma honra receber a poetisa Ana Peixoto na escola. “É muito bom poder receber a poetisa Ana  e poder apresentar para ela o que a gente aprende aqui na escola. Foi um dia muito legal”, afirmou.

 

Teatro

Os estudantes do 8º ano encenaram a peça “A Mãe Natureza e o Curumim”, que retratou a história de uma mãe indígena que ensinava seu filho a preservar a natureza, que já é bastante devastada pelo desmatamento e as construções. “A peça chamava a atenção para a preservação da natureza. Não pode destruir a mata, não pode derrubar as árvores porque a mata é um ambiente saudável. Sem a mata, as pessoas não vivem bem”, explicou José Diorge Gentil, 14, do elenco da peça.

 

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Lton Santos

 

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054