27/07/16 | 16:56
Crianças trabalharão espírito olímpico durante 5ª Mostra Cultural do Cmei Madre Elísia

27-07-16-Festival Olimpico-Cmei Madre Eliza.Fotos-Rodemarques Abrel (3)Aproximadamente 400 crianças, de 4 e 5 anos, do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Madre Elísia, no Bairro São Raimundo, zona Oeste, participarão da 5ª Mostra Cultural da unidade de ensino, que terá como tema o “Festival Olímpico”.

Durante o evento, que acontece até a próxima sexta-feira, 29, os alunos dos 1° e 2° períodos apresentarão a história, culinária, esporte e cultura de diversos países que farão parte das disputas na Olimpíada Rio 2016.

Nesta quarta, 27, e quinta-feira, 28, acontecerão os jogos nas modalidades de esgrima, golfe, basquete, entre outras, envolvendo todos os alunos. No encerramento, que será na sexta, haverá uma solenidade para entrega de medalhas aos campeões das atividades olímpicas disputadas.

27-07-16-Festival Olimpico-Cmei Madre Eliza.Fotos-Rodemarques Abrel (5)De acordo com a pedagoga da unidade, Keitiane Rocha, a mostra tem a finalidade desenvolver habilidades cognitivas, motoras e traz a cada edição assuntos relevantes e atuais.

Ainda de segundo Keitiane, este ano a mostra pretende trabalhar o espírito olímpico, trazendo algumas das modalidades típicas dos países apresentados na ação e que estão inseridas nas Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2016, no Brasil.

“No decorrer do evento, os alunos terão a oportunidade de conhecer um pouco o continente Europeu, Africano, Americano, a Oceania, e Ásia. Também conhecerão a história e curiosidades de cinco países destes continentes”, disse.

Abertura do evento aconteceu no auditório da unidade, com participação de pais, professores e comunidade escolar. No decorrer da ação, houve apresentações culturais e de danças típicas dos países trabalhados.27-07-16-Festival Olimpico-Cmei Madre Eliza.Fotos-Rodemarques Abrel (4)

A dona de casa Adriene Siqueira, que participou do início do evento, salientou que a mostra é um bom método de ensino para alunos terem contato com outras culturas. “Essa proposta é bem interessante e auxilia na aprendizagem das crianças”, destacou.

A atividade vai envolver também os alunos com deficiência da sala de recurso. Um deles é Renan Guilherme, de 9 anos, que foi diagnosticado como autista. Para o aluno, que é da turma que ficou responsável por estudar, pesquisar e apresentar os Estados Unidos, não será mais possível esquecer o basquete que, conforme as pesquisas feitas, é um dos esportes na mostra mais conhecidos do país. “O basquete começou a ser praticado em 1945 nos Estados Unidos, e foi a primeira atividade paraolímpica do Brasil”, explicou.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Rodemarques Abreu / Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054