09/09/14 | 17:48
Crianças e adolescentes da zona rural recebem informações sobre o processo de envelhecimento

Crianças e adolescentes de duas escolas da zona rural receberam, nesta terça-feira, 9, informações sobre o processo de envelhecimento e a importância do convívio familiar para os idosos. A ação foi realizada por meio de palestra, promovida pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Doutor Thomas (FDT).

O projeto “Educando crianças e adolescentes para o envelhecimento” ocorreu pela manhã na Escola Municipal Solange Nascimento e a tarde na Escola Municipal Maria Leide Amorim. A primeira localizada no Km 24 e a segunda no Km 4 da BR 174, estrada que liga Manaus a Boa Vista. No total, 200 alunos do 6° ano do Ensino Fundamental das duas instituições de ensino participaram da atividade.

A proposta de inserir nas escolas discussões sobre a velhice e o próprio processo de envelhecimento foi bem aceita pelos alunos das duas primeiras escolas nesta terceira fase da iniciativa. A ideia é que a partir das palestras, crianças e adolescentes tenham noção de seu deveres com os idosos dentro do lar e da sociedade.

A estudante Biatrice de Moraes, 11, manteve-se atenta do começo ao  fim da palestra, questionou e disse ter gostado de conhecer mais sobre o assunto. “Tenho em casa dois idosos: meu avô e meu pai. Sempre gosto de assuntos que estejam relacionados a idosos e saber mais sobre como cuidar deles me deixa muito contente. Quando crescer quero ser médica e trabalhar com a terceira idade”.

A palestrante e assistente social da Fundação Dr. Thomas, Liliane Flores, mostrou-se satisfeita com os resultados alcançados com esta primeira visita escolar. “Percebermos a participação dos alunos e lançamos o desafio de produzirem uma redação que esteja de acordo com os assuntos que foram tratados na palestra. O melhor texto será selecionado e ganhará um prêmio”, informou Liliane.

A gestora da Escola Municipal Solange Nascimento Marlondia Miranda disse que o projeto demonstra a preocupação da prefeitura com a educação em todos os seus aspectos. “Como gestora há mais de cinco anos, fico honrada por presenciar o avanço dos conhecimentos  repassados para nossas crianças. Informações deste nível são super bem-vindas”.

A diretora-presidente da Fundação Doutor Thomas (FDT), Martha Cruz, explicou sobre os pontos positivos do projeto. “ Essa iniciativa veio apenas para ser somada aos inúmeros projetos que a Fundação vem realizando. Muitas dessas crianças e adolescentes aproveitam esses momentos para compartilhar experiências de sua realidade. E sabemos que quanto mais há informações, menos casos de abandono e maus-tratos de idosos nós teremos”.

A ação iniciou no mês de outubro do ano passado. Nas duas etapas anteriores foram atendidas 20 unidades de ensino. Nesta terceira fase, o projeto alcançará 14 escolas municipais nos meses de setembro e outubro.

Fotos: Karla Vieira

Assessoria de Comunicação da Fundação Doutor Thomas (FDT): 92 8842-2990