21/03/17 | 17:48
Coordenação do PCE da Semed visita escolas municipais

Projeto ci_ncia na escola. EM. Anast_cio Assun__o. Fotos Cleomir Santos (5)Com objetivo de incentivar o maior número das escolas municipais na apresentação de projetos científicos e participação do Programa Ciência na Escola em 2017 (PCE), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a equipe de coordenação do PCE está visitando as unidades de ensino da rede pública. A ideia é sobre o edital nº 001/2017 da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) que incentiva a participação de professores e alunos de escolas públicas em projetos científicos. Os projetos podem ser apresentados até 20 de abril no portal da Fapeam (www.fapeam.am.gov.br).

O coordenador do PCE na Semed, Romualdo Caetano, informou que a Secretaria teve em 2016 20 escolas inseridas no programa, sendo 33 projetos aprovados, atendendo alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Segundo o educador, esse ano apenas participarão alunos do 6º ao 9º ano de projetos voltados à pesquisa científica em qualquer área.

“Desde o lançamento do edital nós estamos fazendo esse processo de divulgação. Estamos visitando as escolas para ajudar com relação à implementação do projeto que será submetido à análise. Os trabalhos realizados são muitos significativos, tanto para o professor, quanto para o aluno nas escolas”, concluiu.

Exemplo

Projeto ci_ncia na escola. EM. Anast_cio Assun__o. Fotos Cleomir Santos (9)Das 10 propostas enviadas, a Escola Municipal Anastácio Assunção, bairro de São Lazaro, zona Sul, conseguiu aprovar quatro, limite máximo estipulado pela coordenação da Fapeam. De acordo com o coordenador do PCE na unidade de ensino, Alvanir Filho, participaram ano passado 20 alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da EJA. Para ele, os resultados foram satisfatórios.

“A escola já desenvolve projetos desde 2009, isso vem contribuindo para a melhoria gradativa do índice do Ideb. Também temos conseguido reduzir a evasão escolar no turno noturno, pois os alunos ficam motivados e influenciados a participarem das atividades do projeto e, consequentemente, não deixam de vir às aulas”, disse.

A aluna do 8º ano, Ananda Waughon, 13, do turno vespertino, participa do PCE com o projeto “Escola patrimônio de todos: a educação escolar na luta contra a depredação escolar” e fala sobre como o trabalho tem sido importante para a sua formação. “A gente passa nas salas informando os alunos para que eles tenham uma noção de como é necessário preservar o patrimônio público. A escola é como se fosse a nossa segunda casa, temos que preservar e fazer o possível para deixa-la como nos foi entregue”, concluiu.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054