06/05/16 | 16:00
Condutores do transporte fluvial da zona Rural da Semed participam de encontro

Formação para condutores fluviais. Fotos Cleomir (1)A Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Rural, realizou nesta sexta-feira, 6, um Encontro de Orientações para 52 condutores escolares do transporte fluvial, que atuam nas escolas municipais no Rio Negro e Solimões. A reunião aconteceu nesta sexta-feira, 6, na sede de divisão, no Vieiralves, zona Centro-Sul. A meta foi de passar todas as orientações possíveis aos profissionais do transporte fluvial, que são devidamente habilitados pela Capitânia dos Portos.

O evento contou com a presença do subsecretário de Infraestrutura e Logística da Semed, Franklin Costa, sub-oficial da Capitânia dos Portos, Raimundo Nascimento, gerente de Infraestrutura da DDZ Rural, Melícia Cristina de Souza, assessores da divisão, além de convidados, que assistiram as recomendações e orientações.

De acordo com a chefe da DDZ Rural, Edilene Pinheiro, foi o primeiro encontro do ano com os responsáveis pelo transporte escolar. Para a educadora, todo cuidado é pouco no trabalho de condução dos alunos, pois a preocupação da Prefeitura é com a segurança escolar e a qualificação dos condutores.

Formação para condutores fluviais. Fotos Cleomir (24)“É um momento importante, de integração e também para que todos possam se conhecer, pois fica um condutor no Rio Amazonas e outro no Rio Negro. Essas orientações são importantes para que eles possam ter o contato e saber da experiência do outro colega sobre o rio e suas particularidades. Foi a chance de todos falarem de como estão na escola, suas condições de trabalho. Enfim, onde passamos e repassamos algumas orientações e informações que eles já têm”, comentou.

O sub-oficial Raimundo Nascimento da Capitânia dos Portos, que atua na vistoria de embarcações, fez uma explanação da importância da navegabilidade pelos rios, orientações gerais e como agir de maneira correta dentro de uma embarcação, em especial do transporte escolar.

“Destaquei a importância da segurança da navegação, sobre a condução e quando adentrarem nas embarcações, eles são os comandantes e com suas devidas prerrogativas. O comandante é o encarregado das pessoas. Ele tem que verificar o documento do barco, coletes, buzina, apito, iluminação e funcionamento da embarcação, ver o colete que a criança está colocando e cuidar do caminho durante navegação”, explicou.Formação para condutores fluviais. Fotos Cleomir (10)

A condutora fluvial Jucimeide Rodrigues de Oliveira, 36, que trabalha no transporte dos alunos da Escola Municipal Santa Rosa I, localizada na Costa do Tabocal, rio Amazonas, disse que o encontro foi bom para conhecer outros colegas e adquirir mais conhecimentos do seu trabalho.

“O que foi dito aqui praticamente já sabia tudo, como por exemplo, o cuidado com as crianças e os coletes salva vidas. Não tenho muitos problemas com os alunos, porque são obedientes quando entram no barco, devido meu trabalho de orientação. Eles estão acostumados a viajar comigo, pois ao entrarem vão colocando logo o colete. Tenho a preocupação de olhar para trás e para frente, porque tem crianças pequenas. Nosso cuidado é muito maior, porque os grande já são bem conscientes”, salientou a condutora, que tem dois filhos, mas trata os alunos como se fosse uma extensão de sua família.  

 

Texto: Paulo Rogério

Foto: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054